Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

O samba vai dar sua risada


(em Salvador, quinta, dia 19, 18h, no Espaço Cultural da Barroquinha, antiga Igreja da Barroquinha, perto do Cine Galuber Rocha)

Símbolo da tradição oral de matriz africana, o grupo Samba Chula de São Braz lança seu primeiro CD solo, ‘Quando dou minha risada, há há...’


O grupo Samba Chula de São Braz – um dos poucos representantes da tradição oral de matriz africana que ainda preservam a riqueza cultural do samba de roda – lança seu primeiro CD solo: Quando dou minha risada, há há..., através do Prêmio Pixinguinha – Bahia 2008, da Funarte (Fundação Nacional de Artes).

O álbum - que tem direção artística de Katharina Döring e direção musical de Cássio Nobre, com produção de Fernando de Santana e produtor fonográfico, Tadeu Mascarenhas - vem recheado de cantigas alegres e coloridas, em ritmos como a chula, (Samba, Cachaça e Viola e Roça, Boi e Lobisomen) e o samba corrido, a exemplo de Capinei no Canavial, está última com participação especial (voz e violão) do cantor e compositor baiano Raimundo Sodré.

PATRIMÔNIO IMATERIAL – A proposta do Samba Chula de São Braz é preservar e difundir a memória do samba chula, reconhecido como Patrimônio Imaterial do Brasil pelo Iphan e como Patrimônio Imaterial Mundial pela UNESCO. Através do registro fonográfico, o grupo – já referenciado por nomes como Gilberto Gil, Maria Bethânia, Roberto Mendes e Antônio Nóbrega – quer fazer circular um trabalho que realça a qualidade e diversidade da música brasileira, como ressalta a diretora Katharina Döring, etnomusicóloga e professora de arte-educação da Uneb.

O Samba de Roda do Recôncavo tem no Samba Chula de São Braz um de seus mais genuínos representantes. O grupo baiano, um dos pesquisados, inventariados e registrados (foto, áudio e vídeo) pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), foi um dos 16 participantes dos recém-lançados CD e DVD do Projeto Cantador de Chula, concebido por Katharina Döring, com o objetivo de pesquisar, registrar, preservar e divulgar este tipo de samba de roda natural do Recôncavo e Agreste baianos.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog