Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Canções que o amor me rendeu


Rita Tavares no teatro do Sesi

Data: 2 de março de 2010
Horário:  de 20:00 a 21:15
Local: Teatro do Sesi - Rio Vermelho

Canções que o amor me rendeu é o título do novo show da compositora e cantora baiana, Rita Tavares, que estréia no dia 2 de março, às 20 horas, no teatro do SESI, Rio Vermelho.

Trata-se de um trabalho autoral, no qual Rita mostra, em forma de canção, várias faces e etapas de relacionamentos sentimentais que vivenciou. Ritmos diversos são explorados nesse show como o samba, a valsa, o ijexá e o reggae, em músicas que falam de amor, do homem ideal, do medo de voltar a apaixonar-se, da solidão opcional, dos reencontros, entre outros acontecimentos próprios de todas as relações. Tudo, dentro de um ponto de vista especialmente feminino e com certa dose de humor.

Segundo a compositora, o repertório é praticamente inédito, exceto pelas canções que estão no seu CD Arrebenta e que têm a ver com a temática. “É um desafio desfiar um repertório com composições autorais e desconhecidas. Mas é o recado que eu tenho a dar, a partir de situações que vivi e que, de maneira quase terapêutica, foram transformadas em mensagens musicais”, afirma a artista.


Na banda de Rita - que se acompanha ao violão -, os excelentes músicos Asa Branca (violão), Ivan Bastos (contrabaixo) e Márcio Diniz (bateria). Como participação especial contará com Borega e Luciano Aguiar, ambos do grupo Matita Perê e com o guitarrista Renato Rivas.

Baiana, de Santana, uma cidade do oeste, Rita compagina suas profissões de jornalista e música. Morou 15 anos na Espanha, onde se dedicou exclusivamente à música. Em Barcelona, Tenerife, Madri onde morou, tocou em teatros e espaços culturais, como no Cova del Drac, London Bar, El Búho, Galileu Galilei, Café Berlim, Teatro Laboral, El Paraninfo e Vieira y Clavijo, entre tantos outros. Em 2002, depois de apresentar o CD Arrebenta, fez uma tournée por várias províncias espanholas, quando selecionada pelo projeto “Artistas em Ruta”.

Em 2005, retorna definitivamente ao Brasil, e, desde então, vem divulgando o trabalho que construiu durante esse tempo na Europa. Lançou Arrebenta, em 2008, no teatro do SESI. Apresentou-se também no teatro Gamboa Nova, em temporada de casa cheia no ano passado, e participou de diversas apresentações do grupo Matita Perê.

Em Brasília, a compositora foi selecionada pelo projeto Bibliomúsica, da Biblioteca Demonstrativa, e sempre atua no Feitiço Mineiro, espaço onde se apresentam artistas conceituados de todo o país.

Atualmente, Rita Tavares está em processo de escolha das canções que comporão o seu próximo disco.

2 comentários:

Borega disse...

Belíssimo show!
Rita estava do tamanho de suas canções...

Joana D'Arck disse...

Pena que não pude ir dessa vez, mas conheço o belo trabalho de Rita e do Matita Perê também. Juro que não perco a próxima Ritinha.

Arquivo do blog