Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

sábado, 27 de fevereiro de 2010

E tem jeito?

Coisa mais chata é ficar ouvindo pagode e a banda Chiclete com Banana o tempo todo na praia, porque as barracas querem agradar a maioria, coisa  comum em Salvador e na vizinhança.

E foi assim que após uma manhã inteira numa barraca em Ipitanga, acompanhada dos compadres Dedéo e Mônica  e de uma cerveja geladinha, eu já não aguentava mais ouvir "o careca que finge que tem tranças"
(como diz o publicitário que não consegue esconder a plumagem tucana e burguesa)  e questionei o garçon: Aqui só tem Chiclete?"

-"Não, a gente também tem pirulitos, balas, pé-de-moleque..."

Desisti. Pelo menos a gente soltou uma boa gargalhada.

Mal  acostumado com o som de Bel e cia, o casal só quer mesmo é encher a caixa (e a cara)  

2 comentários:

Mônica Bichara disse...

Esse dia do chicletão foi hilário, mesmo.
Mas esse outro dia aí da foto, na nossa barraca preferida, a "Ó paí, ó", a disposição era tanta que além do isopor foi preciso um engradado pra recolher as garrafas de Skol. Jojô e Zé Sinva na área é sempre sinônimo de boa farra. Saudade, companheiros

Joana D'Arck disse...

Com um convite desses, logo,logo estamos aí. bjs.

Arquivo do blog