Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Carta aos pilheiros

Animem-se com esse texto de ilustríssimo visitante!

Joana,

Há tempos que quero te escrever para dizer porque gosto do Pilha Pura. Na verdade, a vontade vem desde o ano passado, quando conversamos nos corredores da Assembléia Legislativa. Primeiro, o Pilha Pura tem bons textos. Depois, a capacidade de rir de si mesmo, que é privilégio das pessoas inteligentes.

Só no Pilha Pura encontro a elegância dos textos de Carmela, as tiradas de Joana, a editora do blog, a iconoclastia de Araken, a precocidade talentosa de, creio, Carolina. No Pilha Pura também é possível relembrar amigos queridos e que vemos muito pouco, além daqueles que já se foram, como Irecê. Ou a dança de Quezinha, sempre pronta a abrigar mais alguém no casarão do Banco dos Ingleses, num exemplo raro de generosidade. E ainda a simplicidade amiga de Sinval. Para lembrar que algumas coisas mudam, mas outras nunca mudam, basta ler as postagens de Jadson, cujo espírito aventureiro só podemos invejar. Há ainda, às vezes, textos emocionados e emocionantes, como o que Bina escreveu quando da morte de Mayra.

No Pilha Pura descobri, desculpem a ignorância, o traço precioso de Borega, que tem a capacidade de nos fazer ver aquilo que está diante de nós, mas que não vemos. Até a esculhambação no Pilha Pura carrega em si um quê de ternura, o que me faz lembrar uma frase, que não sei a quem atribuir, que diz algo mais ou menos assim: “... a amizade é o amor que nunca morre”.

Abs,
Bene Simões
Em 31.5.2010



*Bené Simões é jornalista.

Fazemos qualquer negócio!

Serviço de utilidade pública do Pilha Pura:
Se você estiver precisando de dinheiro, trazer o amor de volta, sair da pendura, curar unha encravada, hemorróida..., apele para as forças do além. Pai Tuquete de Santo Amaro oferece desconto para os seguidores do Pilha e uma boa comissão para quem indicar clientes.

E avisa: "Fazemos qualquer negócio".

Charge do Borega













Publicada hoje no site Bahia Notícias

Para inspirar os candidatos

Os 8 melhores slogans de campanha eleitoral , segundo o blog do Barata:

- 8º lugar - Guilherme Bouças, com o slogan ''Chega de malas, vote em Bouças''



- 7º lugar - Grito de guerra do candidato Lingüiça, lá de Cotia (SP), "Lingüiça Neles!"



- 6º lugar - Em Descalvado (AL), tem um candidata chamada Dinha cujo slogan é ''Tudo Pela Dinha''



- 5º lugar - Em Carmo do Rio Claro, tem um candidato chamado Gê ''Não vote em A, nem em B, nem em C; na hora H, vote em Gê''



- 4º lugar - Em Hidrolândia (GO), tem um candidato chamado Pé. ''Não vote sentado, vote em Pé''



- 3º lugar - E em Piraí do Sul tem um gay chamado Lady Zu, ''Aquele que dá o que promete''



- 2º lugar - A cearense chamada Debora Soft, stripper e estrela de show de sexo explícito. Slogan: ''Vote com prazer''



- 1º lugar, campeoníssimo - Candidato a prefeito de Aracati (CE): ''Com a minha fé e as fezes de vocês, vou ganhar a eleição''

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Da serie quem sera


Ganha uma cachaça quem souber

"Cântico Negro"Declamado por Maria Bethânia (Poema de José Régio).flv

Se os tradutores de filmes fossem Baianos...

...vejam como ficariam os títulos dos filmes:



Uma Linda Mulher – Piriguete gostosa pá porra!

Os Bons Companheiros – Os Corrente!

O Paizão – O Grande Painho!

A Morte Pede Carona – A Misera Quer Pongar!

Ghost – O Encosto!

O Poderoso Chefão 1 – ACM!

O Poderoso Chefão 2 – ACM Júnior!

O Poderoso Chefão 3 – ACM Neto!

O Exorcista – O Lá Ele!

Riquinho – Barãozinho!

Velocidade Máxima – O Buzu Avionado!

Táxi Driver – O Taquiceiro!

Corra Que A Policia Vem Aí – Se Pique Que Os Homi Tão Descendo!

O Senhor dos Anéis – O Coroa Dos Balangandan!

Janela Indiscreta – Vizinho Na Cócó!

Velozes e Furiosos – Ariscos e Virados No Estopô!

Esqueceram de Mim – Me Crocodilaram!

Forrest Gump – O Culhudeiro!

Clube da Luta – Os Comedor de Pilha!

O Cavaleiro das Trevas – O Jagunço do Breu!

Cidade de Deus – Bairro da Paz!

O Que É Isso, Companheiro! – Colé de mermo, véi!


(O texto acima está rolando na rede, sem autor)  

quarta-feira, 26 de maio de 2010

O trono de maradona

Deu no GLOBOESPORTE.COM ( Direto de Joanesburgo, África do Sul)

Privada de Maradona custa R$ 2 mil


Vaso sanitário pedido pelo técnico argentino tem sprays e até secador


Mesmo em um evento com tantas estrelas, como a Copa do Mundo, Diego Maradona consegue ser um personagem ímpar. Por tudo o que fez em campo - e o que faz fora dele - o técnico da Argentina é até hoje uma das maiores e mais polêmicas celebridades do futebol. Em janeiro, sua chegada a Joanesburgo foi digna de astro do rock. Agora, a menos de um mês para o Mundial, fez uma exigência típica de alguns dos nomes mais famosos do showbizz: um vaso sanitário no valor de 9 mil rands, o equivalente a 1,2 mil dólares ou a R$ 2,1 mil.
O rei dos argentinos terá um troninho especial em cada um de seus dois banheiros privativos durante a Copa. O modelo tem sprays com três diferentes níveis de velocidade, controlador de temperatura da água e até secador
 
Na última semana, a Universidade de Pretória, onde os bicampeões mundiais ficarão concentrados, precisou correr para adequar os banheiros ao "padrão de Maradona", como definiu o gerente de operações da Universidade, Colin Stier.


- Não é nada de outro mundo, ele apenas pediu um modelo como o que ele usa na Argentina. Aqui na África do Sul não temos bidê, então isso foi uma forma de nos adequarmos ao padrão dele - minimizou Stier.

Os sanitários serão pagos pela própria Universidade e colocados apenas nos dois banheiros de Maradona. O técnico terá a oportunidade de experimentá-los já a partir de domingo, quando a delegação argentina desembarca em Joanesburgo.

terça-feira, 25 de maio de 2010

A UNE é...


Pegando carona nos provérbios engraçados de Nana, lembrei de um episódio divertidíssimo do Congresso da UNE (acho que de 1999). Em pleno auge de discussões na eleição daquele ano, onde o embate ocorria entre facções do PT e a UJS (pra variar), tinha o grupo dos anarquistas – que iam para o Congresso com propósitos digamos “lúdicos”.

Dentre os vários gritos de guerra como a “ A Une é união não é partido não” os anarquistas lançavam:

-“ O povo unido... é gente pra caralho!”
-“O povo na rua... morre atropelado !”
-“ Passou, passou, passou um avião e nele tava escrito: Força Aérea Brasileira!”
-“ A Une é, a Une é... A Une yeah, yeah, yeah... (ao ritmo dos Beatles)”

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Caricatura completa três anos


"Companjeiro, conheço Paulo Bina bem. Há exatamente 28 anos.Você captou detalhes que me chamaram a atenção, para os quais já não atentava. Ou então que havia esquecido. Também pela sua expressão, quem o conhece sabe explicá-la". (comentário de Araken, dia 02/05/2007)

domingo, 23 de maio de 2010

Juninas




Começaram os Ensaios de Quesinha para o Sao Joao 2010

sábado, 22 de maio de 2010

Provérbios engraçados

Estou estudando fábulas e provérbios em redação e pesquisamos alguns deles na internet. Depois lemos alguns provérbios bem engraçados no livro de português. Aqui vão alguns:

-Os últimos serão os piores!
-Erros de médico a terra cobre.
-Anda em capa de letrado muito asno disfarçado.
-Príncipe Encantado só há um e casou-se com a Cinderela
-Quem espera tem que aguardar.
-Quem feio ama, cego é.
-Quem não tem cão não caça.
-Quem ri por último tem raciocínio lento
-Quem semeia ventos fica despenteado.
-Quem tem boca vai ao dentista.
-Em terra de cegos ninguém vê nada.
-Há males que vêm para o pior.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Gran finale


Avise aos amigos

que preparo o último verso

A vida

Dura menos que um poema

E no alvorecer mais próximo

saio de cena.

Damário Dacruz
 

Pra quem conheceu esse jornalista, mais poeta que jornalista, como diz seu último verso, saiu hoje de cena. Vai ser enterrado em Cachoeira, onde ele mantinha um interessante espaço cultural chamado Pouso da Palavra.

Jornalista no serviço público, só com diploma



Sendo jornalista (com dimploma) e contando com colegas profissionais colaboradores e frequentadores aqui do Pilha, temos tratado da luta pelo retorno da obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão. Por isso trancrescrevemos a publicação do site Bahia Já  ( texto e foto)sobre importante debate realizado ontem.  


No debate em defesa da aprovação do projeto que torna obrigatória a contratação de jornalista com diploma no serviço público estadual, realizado nesta quinta, dia 20, na Assembléia Legislativa, o deputado Javier Alfaya (PCdoB) defendeu uma maior mobilização de parlamentares, estudantes, professores e das entidades da categoria para que ainda esse semestre o projeto seja votado no plenário do Legislativo.


Ele citou a aprovação de projeto semelhante no Rio Grande do Sul, essa semana, o que sinaliza um novo tempo no país e confia que o mesmo deverá ocorrer na Bahia. Esse exemplo deverá ser seguido também pelas Prefeituras. Em Natal, capital do Rio Grande do Norte, a contratação de jornalista só com diploma já é realidade.

No governo baiano trabalham cerca de 180 profissionais, distribuídos em 64 assessorias, enquanto na Câmara Municipal de Salvador estão mais 15, além dos 41 vereadores e 63 deputados que também contratam jornalistas. Esse mercado, segundo Javier, precisa de profissionais com qualificação, compromisso ético e responsabilidade com a sociedade, pois a informação é também um direito essencial no Estado de Direito.

O professor e ex-deputado federal Emiliano José, em sua fala, defendeu não somente a obrigatoriedade do diploma, mas também uma Lei de Imprensa no país. Segundo Emiliano, o Brasil é o único país no mundo que não tem regulamentação de atividade tão importante para a sociedade e a democracia. Ao denunciar a "hegemonia de uma mídia que tem lado e que não mede esforços para bater no governo Lula", Emiliano diz que o controle social dos meios de comunicação debatido pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) é uma exigência do Estado de Direito.


AVANÇO

A diretora da Fenaj na Bahia, jornalista Marjorie Moura, afirmou que debates como esse ajudam a conscientizar os profissionais e estudantes - futuros jornalistas - e também destacou a aprovação do projeto gaúcho, semelhante ao de Javier Alfaya, "o que significa um avanço neste debate que a sociedade brasileira exige de todos nós".

Kardé Mourão, presidente do Sindicato dos Jornalistas da Bahia, fez um relato da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que tramita em Brasília, recolocando no texto constitucional a exigência do diploma para o exercício profissional, derrubado pelo STF, e informou que o deputado federal Paulo Pimenta deve instalar ainda esse mês a comissão que vai estudar o assunto, para depois ir a votação. Caso o bloco PSDB, DEM e PPS não indique os nomes, o presidente da Câmara, Michel Temer, se comprometeu a oficializar a comissão.

Estiveram também presentes Osvaldo Lira, Chefe de Comuniação da Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Salvador, Rosely Arantes, representante da Assessoria Geral de Comunicação - AGECOM do Estado da Bahia, jornalistas e estudantes. Lira falou que projeto semelhante tramita na Câmara. Já Rosely trouxe o apoio do secretário Robinson Almeida ao projeto e à luta dos jornalistas pelo respeito à qualificação profissional, além de ressaltar os avanços por uma comunicação mais democrática com a realização das primeiras conferências sobre o tema.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Prefeito de Salvador quer armar a Guarda


Escândalo

O novo site www.escandalotour.com.br ,
 tocado pela jornalista Rita Conrado,  é realmente um escândalo de lindo e inovador. Uma boa alternativa na web para a "informação sem preconceito", conforme o slogan da página,  que será lançada hoje no Teatro Vila Velha.

As garras do Leão

A torcida do Vitória fez a festa no Rio Vermelho depois do jogo de ontem que classificou o time para a final da Copa Brasil. O Leão mostrou as garras e goleando o Atletico-Go por 4XO no Barradão. Agora é esperar pelo peixe. Postado no Blog do Rio Vermelho







Foto: Eduardo Martins/Ag. A tarde publicada no site do jornal

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Novo contratado


Eis o mais novo colaborador do Pilha, que estreou nesta semana   com agradecimentos dirigidos a Xuxa e a Ana Maria Braga pela força que deram para entrar nessa equipe pilheira. Ele já esteve no blog por várias vezes, em "causos" postados, como
Os pestinhas do Dr. Dalmar, ou comentando.

Tuco (Dalmar Filho) também é Soares, família muito conhecida aqui.

Vamos ver no que vai dar essa nova contratação.

PS: Arapinga, que vive reclamando da super exposição dos Soares no blog tem mais um motivo para se queixar (e como se queixa!). Mas já avisei: quem quiser promoção  tem que se virar e aparecer mais.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Depois Lula eh o analfa

Bar ruim é lindo, bicho

Outro dia conversando com Elcie, Jô e Manoel Porto, lembrei desse texto. É antigo mas vale a pena postar aqui no Pilha!

De Antonio Prata

Eu sou meio intelectual, meio de esquerda, por isso freqüento bares meio ruins. Não sei se você sabe, mas nós, meio intelectuais, meio de esquerda, nos julgamos a vanguarda do proletariado, há mais de 150 anos. (Deve ter alguma coisa de errado com uma vanguarda de mais de 150 anos, mas tudo bem).

No bar ruim que ando freqüentando nas últimas semanas o proletariado é o Betão, garçom, que cumprimento com um tapinha nas costas acreditando resolver aí 500 anos de história. Nós, meio intelectuais, meio de esquerda, adoramos ficar "amigos" do garçom, com quem falamos sobre futebol enquanto nossos amigos não chegam para falarmos de literatura. "Ô Betão, traz maisuma pra gente", eu digo, com os cotovelos apoiados na mesa bamba de lata, e me sinto parte do Brasil.

 Nós, meio intelectuais, meio de esquerda, adoramos fazer parte do Brasil, por isso vamos a bares ruins, que tem mais a cara do Brasil que os bares bons, onde se serve petit gateau e não tem frango à passarinho ou carne de sol com macaxeira que são os pratos tradicionais de nossa cozinha. Se bem que nós, meio intelectuais, quando convidamos uma moça para sair pela primeira vez, atacamos mais de petit gateau do que de frango à passarinho, porque a gente gosta do Brasil e tal, mas na hora do vamosver uma europazinha bem que ajuda.

A gente gosta do Brasil, mas muito bem diagramado. Não é qualquer Brasil. Assim como não é qualquer bar ruim. Tem que ser um bar ruim autêntico, um boteco, com mesa de lata, copo americano e, se tiver porção de carne de sol, a gente bate uma punheta ali mesmo.

Quando um de nós, meio intelectuais, meio de esquerda, descobre um novo bar ruim que nenhum outro meio intelectual, meio de esquerda freqüenta, não nos contemos: ligamos pra turma inteira de meio intelectuais, meio de esquerda e decretamos que aquele lá é o nosso novo bar ruim. Porque a gente acha que o bar ruim é autêntico e o bar bom não é, como eu já disse. O problema é que aos poucos o bar ruim vai se tornando cult, vai sendo freqüentado por vários meio intelectuais, meio de esquerda e universitárias mais ou menos gostosas.Até que uma hora sai na Vejinha como ponto freqüentado por artistas, cineastas e universitários e nesse ponto a gente já se sente incomodado e quando chega no bar ruim e tá cheio de gente que não é nem meio intelectual, nem meio de esquerda e foi lá para ver se tem mesmo artistas, cineastas e universitários, a gente diz: eu gostava disso aqui antes, quando só vinhaa minha turma de meio intelectuais, meio de esquerda, as universitárias mais ou menos gostosas e uns velhos bêbados que jogavam dominó.

Porque nós, meio intelectuais, meio de esquerda, adoramos dizer que freqüentávamos o bar antes de ele ficar famoso, íamos a tal praia antes de ela encher de gente, ouvíamos a banda antes de tocar na MTV. Nós gostamos dos pobres queestavam na praia antes, uns pobres que sabem subir em coqueiro e usam sandália de couro, isso a gente acha lindo, mas a gente detesta os pobres que chegam depois, de Chevete e chinelo Rider. Esse pobre não, a gente gosta do pobre autêntico, do Brasil autêntico. E a gente abomina a Vejinha, abomina mesmo, acima de tudo.Os donos dos bares ruins que a gente freqüenta se dividem em dois tipos: os que entendem a gente e os que não entendem. Os que entendem percebem qual é a nossa, mantém o bar autenticamente ruim, chamam uns primos do cunhado para tocar samba de roda toda sexta-feira, introduzem bolinho de bacalhau no cardápio e aumentam em 50% o preço de tudo. Eles sacam que nós, meio intelectuais, meio de esquerda, somos meio bem de vida e nos dispomos a pagar caro por aquilo que tem cara de barato. Os donos que não entendem qual é a nossa, diante da invasão, trocam as mesas de lata por umas de fórmica imitando mármore, azulejam a parede e põem um som estéreo tocando reggae. Aí eles se fodem, porque a gente odeia isso, a gente gosta, como já disse algumas vezes, é daquela coisa autêntica, tão brasileira, tão raiz.

Não pense que é fácil ser meio intelectual, meio de esquerda, no Brasil! Ainda mais porque a cada dia está mais difícil encontrar bares ruins do jeito que a gente gosta, os pobres estão todos de chinelo Rider e a Vejinha sempre alerta, pronta para encher nossos bares ruins de gente jovem e bonita e a difundir o petit gateau pelos quatro cantos do globo. Para desespero dos meio intelectuais, meio de esquerda, como eu que, por questões ideológicas, preferem frango a passarinho e carne de sol com macaxeira (que é a mesma coisa que mandioca mas é como se diz lá no nordeste e nós, meio intelectuais, meio de esquerda, achamos que o nordeste é muito mais autêntico que o sudeste e preferimos esse termo, macaxeira, que é mais assim Câmara Cascudo, saca?).
- Ô Betão, vê um cachaça aqui pra mim. De Salinas quais que tem?












Esta charge do Sinovaldo foi feita originalmente para o JornalNH

segunda-feira, 17 de maio de 2010

A utilidade do vice

Charge publicada no site Yahoo com o título "Imprensa aprova vice de Marina"

Ô vidão!

O  nosso correspondente internacional Jadson Oliveira não quer saber de outra vida. Anda explorando as belas praias de Trinidad e Tobago (Caribe).   Mais detalhes

Agradecimento

Prezados,

"Primeiramente" gostaria de agradecer a Deus, a minha família que me dá muito apoio, a meus amigos, a Xuxa, Hebe, Ana Maria.... e especialmente à diretoria do Pilha Pura por me conceder a honra de participar desta rede sócio-digital. Prometo me esforçar para atender às expectativas.

"Segundamente" ja vou abusando do espaço para, também, agradecer a todos que nos prestigiaram comparecendo ao Chá de Fralda de D.Marina II (já que temos uma na família).

Postarei depois uma foto raríssima de alguns integrantes do Clã dos Soares como prova do sucesso do evento.

Como ainda não possuo credenciais divulgadas no Blog, deixo uma imagem temporária para marcar posição.


Sds e até os próximos cliques.



Tuco


__________________________
Se for dirigir não beba.
Se for beber me chame seu egoísta!!

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Feliz Ba-Vi!

Os frequentadores  do Bar de Bahia (Rio Vermelho) fizeram uma festona para comemorar o aniversário do cara, ontem , 13 de maio, Dia da Abolição e, ironicamente, dia da fundação do Vitória (rsrs).

Com a bola toda, Bahia teve direito a  balões, salgadinhos e  até competição de tortas para apagar as velhinhas. Isso, sem falar nos inúmeros presentes.

Mas a galera não perdoa nem quando quer agradar. Só de sacanagem, encomendou a torta maior com as cores do Vitória.

De tão feliz que estava com a festança, Bahia aceitou de bom grado a torta do Leão. E ofereceu  uma feijoada feita no capricho.















P.S: Fotos de Jade Bahia Falcão.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Forrozada com Dinho Oliveira

Uma dica pra quem gosta de boa música, regional, incluindo um, digamos, suingue "forrofiado", como classificou a colega Claudinha Lessa: hoje (quinta, dia 13), a partir das 20 horas, o cantor e compositor Dinho Oliveira, forrozeiro autêntico, apresenta mais uma edição da Quintoria Forrozada, no bar e restaurante Sertões (antigo Idearium), no Rio Vermelho.
O Idearium já foi nosso point de forró, quando disputávamos os pés-de-valsa Irê Pinga e Jadson. Lembram?

Prá não dizer que não falei das flores...

Prá não dizerem que só trago temas pesados... rsrsr. 

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Dona Florinda, Pópis ou Joaninha?


O homem cordial e a tortura


Sem querer tirar o clima de Copa, achei esse texto interessante sobre a Lei da Anistia, e os absurdos que a envolve:


Luiz Fernando Veríssimo chamou a atenção para a atitude do ministro Eros Grau, que, ao relatar a ação da OAB solicitando a revisão da Lei da Anistia, argumentou que tal medida se chocaria com o caráter cordial do brasileiro. O magistrado trouxe à baila, com seu voto, uma importante tese de Sérgio Buarque de Holanda: a do brasileiro como homem cordial.

O “homem cordial” é provavelmente o que mais chamou a atenção no livro de estreia do historiador paulista, “Raízes do Brasil”, publicado em 1936. (…) O autor de “Raízes do Brasil”, ao falar em “cordial”, pensou principalmente na origem etimológica da palavra, “o que vem do coração”.

Ou seja, “cordial” pode tanto implicar amor como ódio. Tem, em outras palavras, igualmente consequências positivas como negativas.

Ao falar em “homem cordial”, Sérgio Buarque queria chamar a atenção principalmente para a dificuldade do brasileiro viver sob uma ordem impessoal, condição mesma para se ter democracia. No “homem cordial” confluem, de certa maneira, segundo “Raízes do Brasil”, duas das principais orientações presentes em nossa sociedade: a cultura da personalidade e a auto-suficiência do latifúndio.

Na primeira, apareceria como crença mais forte “o sentimento da própria dignidade de cada homem”. Oposto ao privilégio, poderia até ser considerado como pioneira da mentalidade moderna. Mas mesmo que estivesse disseminada por todo o povo, Sérgio Buarque considera que a cultura da personalidade é antes “uma ética de fidalgos, não de vilões”, cada homem considerando-se como superior ao outro e não como seu igual. Ou seja, seria possível perceber que valores associados à aristocracia estariam espalhados por todo o povo. Num ambiente como esse, seria difícil fazer vigorar solidariedade social, até porque “em terras onde todos são barões não é possível acordo coletivo durável”.

Já o domínio rural auto-suficiente contribuiria para o aparecimento da família patriarcal. A família seria inclusive o único setor da vida brasileira cuja autoridade não era questionada. Assim, se teria “uma invasão do público pelo privado”, os indivíduos agindo de acordo com seus preceitos, mesmo fora do ambiente doméstico. Tal comportamento dificultaria o estabelecimento do Estado democrático e mesmo de qualquer Estado no Brasil. Até porque a relação entre a família e o Estado não seria tanto de continuidade, mas de oposição.

Do encontro da cultura da personalidade com o ambiente doméstico, hipertrofiado pela auto-suficiência do latifúndio, surgiria o “homem cordial”. Ele como que seguiria o ditado popular que proclama: “aos amigos tudo, aos inimigos a lei”. O “homem cordial” seria, não por acaso, alguém capaz de realizar tanto atos de extrema generosidade como de crueldade inaudita.

Nessa referência, é possível considerar que a tortura, objeto da ação impetrada pela OAB, não está fora do universo do “homem cordial”. O que é irônico e, até triste, é que alguém que foi vítima da ditadura, como foi o ministro Eros Grau, seja capaz de defender que se passe por cima de tais atos ignominiosos em nome da “cordialidade” que nos caracterizaria.

Por outro lado, um raciocínio como esse é prova da força da ideologia e mesmo da prática da “cordialidade” no Brasil. Ou melhor, imaginar que a tortura possa prescrever ou, ainda pior, que, por precaução, não se deva mexer em feridas que ela suscite, é prova que ainda temos grande dificuldade de viver sob regras mínimas de civilidade.

Talvez seja mais fácil imaginar que, como “homens cordiais”, sejamos capazes de perdoar, esquecer, mas, porque não dizer, também continuar a torturar.

No clima da convocação

terça-feira, 11 de maio de 2010

Mulher engravida vendo filme pornô em 3D

Um casal branco americano teve um bebê negro e a mulher diz que engravidou assistindo a um filme pornô 3D.

O pai da criança, o soldado Erick Jhonson, estava há um ano servindo numa base militar no Iraque e, quando voltou para casa encontrou um bebê negro. Sua mulher, Jennifer Stweart, de 38 anos, disse a ele que a criança foi concebida enquanto ela assistia a um filme pornô em três dimensões.

“Não vejo porque desconfiar dela. Os filmes em 3 D são muito reais. Com a tecnologia de hoje tudo é possível”, disse Erick, que registrou a criança.

Jennifer afirmou que foi a um cinema pornô com as amigas em Nova York.

CINEMA SERÁ PROCESSADO

Ela conta que não costuma assistir a filmes pornôs e que só foi dessa vez para ver como ficavam os efeitos em 3D.

A criança, segundo ela, se parece com o ator negro do filme.

“Um mês depois de ver o filme eu comecei a sentir enjôos e o resultado está aí. Vou processar o cinema e os produtores. Ainda bem que meu marido acreditou em mim. Meu casamento podia estar em risco. Mas ele sabe que eu sou fiel”, disse.
 
Nota:  Essa história está rolando na internet e achei interessante publicá-la aqui para alertar os visitantes e amigos. Já imaginaram se essa moda pega?

O mundo de Sophia

Acabando de completar um mês de vida, taí a netinha do super paparazzi  Manoel Porto, o mais fotografado do Pilha, também aniversariante de ontem.

A pequena  já perdeu a "carinha de joelho" típica de recém-nascido e ganhou essas bochechas mais fofas, clicadas pelo avô. Segundo Paulo Mocofaia, Manoel Porto  já está ensaiando para explorar a menina como modelo, seguindo o exemplo de Mônica Bichara, que ganha cachês altíssimos botando a  filha para desfilar.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Dica do blog

PRÓXIMA QUINTA O MANDAIA CONVIDA : RITA TAVARES








CANTORA E COMPOSITORA SUPER TALENTOSA, RITA VEM DESENVOLVENDO UM TRABALHO BELÍSSIMO NA ÁREA DO CANTO E DA COMPOSIÇÃO, SEGUINDO UMA TRADIÇAO FAMILIAR DE MÚSICOS,COMPOSITORES E ARRANJADORES FAMOSOS COMO DINA E TOM TAVARES.

DATA QUINTA 13/05/10.

LOCAL- VARANDA SESI RIO VERMELHO AS 21:30HS

Reservas – 3334 4698 (a partir das 17 hs)

domingo, 9 de maio de 2010

Feliz Dia das Mães

Costumo repetir as sábias palavras da  amiga Sal, com quem me identifico muito (somos igualmente alegres,desligadas e vaidosas) que mãe tem quer ser como ela quer ser, fazer o que dá na telha, porque no final das contas, no divã do analista todas somos culpadas pelo que não deu certo  ou atrapalha.

Concordo também com a comadre Deta, que diz que filho não vem com manual de instrução e por isso nem sempre acertamos. Mas aí eu rebato: e se vinhesse com o tal manual, a gente daria um jeito de suberverter, de inventar outras regras próprias, porque seria muito chato fazer tudo igual.

Então, sejamos felizes, sendo as mães que gostamos de ser, com nosso jeito próprio, ouvindo o coração e a intuição, porque isso nunca há de nos faltar.




Nas fotos, o Dia das Mães na escola Acalanto, ontem, bem descontraído, com oficina de biscuí, competições de baleado e baba.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Bob quer casa e família



Recebi a mensagem a seguir e achei por bem postar aqui. Quem sabe Joaninha não o faça mascote do Pp e crie uma seção "Mundo Cão", contratando Bob (não é o Fernandes!) como novo colunista. Ou ao menos algum pilheiro, com espírito de Paulo Bina, resolve adotá-lo...

"Meu nome é Bob. Sou um poodlle médio-grande cinza e branco. Tenho o corpo todo cheio de cachinhos. Estou tosado, pois sofri maus tratos do meu ex-dono. Sou super manso, adoro passear na rua de coleira. Durmo a maior parte do dia. Sou ótima companhia para quem mora em apartamento. Não preciso de espaço para correr e sim de carinho e amor, coisa que não tive. Hoje estou tratado esperando uma família tranqüila igual a mim, que me adote. Tenho aproximadamente 1 ano e 6 meses. Contato: (71) 88958073 / 32646786"

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Carnaval fora de época




Este mes acontece a primeira Micapinga no Caji em Lauro de Feitas. Os pilheiros tem ate o dia 8 proximo para sugerir a melhor data. Participaçoes de Aroldo Macedo, Fred Menendez e Joaozinho do Arrocha

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Desvendado o mistério do sumiço de blogueiro


Enfim uma explicação convincente sobre o sumiço de Arapinga aqui no Pilha. Segundo Paulo Mocofaia, a fonte mais quente desse blog, o cara pirou o cabeção e resolveu chutar o pau da barraca (dos outros, claro). A última vez que foi visto, estava deixando Salvador, junto com os cinco mil militantes do Movimento dos Sem Terra que participaram da marcha do "Abril vermelho" e foi ocupar terras pelo interior. Na foto ao lado, Mocofaia flagrou Arapinga batendo em retirada (atrás do braço com relógio)

Outra fonte do MST, em contato com Mocofaia, assegura que o nosso valoroso colaborador estaria no no extremo-sul baiano, no município de Eunápolis, junto com um grupo de cerca de 400 militantes que ocupou a fazenda Barrinha, da Veracel Celulose S/A, que atua no plantio de eucalipto na região.

EXCLUSIVO: dicas de campanha

Já que estamos nos aproximando da campanha eleitoral (oficial, porque a galera não perde tempo), fizemos uma garimpagem sobre candidatos das eleições municipais recentes, para mostrar a criatividade da galera. Quem sabe eles inspiram os próximos candidatos e marqueteiros . Também aqueles que tem apelidos diferentes, esdrúxulos , esquisitos ou rídiculos mesmo, não devem temer, porque será difícil superar essas figuras. Eis as pérolas!


Arquivo do blog