Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Carta aos pilheiros

Animem-se com esse texto de ilustríssimo visitante!

Joana,

Há tempos que quero te escrever para dizer porque gosto do Pilha Pura. Na verdade, a vontade vem desde o ano passado, quando conversamos nos corredores da Assembléia Legislativa. Primeiro, o Pilha Pura tem bons textos. Depois, a capacidade de rir de si mesmo, que é privilégio das pessoas inteligentes.

Só no Pilha Pura encontro a elegância dos textos de Carmela, as tiradas de Joana, a editora do blog, a iconoclastia de Araken, a precocidade talentosa de, creio, Carolina. No Pilha Pura também é possível relembrar amigos queridos e que vemos muito pouco, além daqueles que já se foram, como Irecê. Ou a dança de Quezinha, sempre pronta a abrigar mais alguém no casarão do Banco dos Ingleses, num exemplo raro de generosidade. E ainda a simplicidade amiga de Sinval. Para lembrar que algumas coisas mudam, mas outras nunca mudam, basta ler as postagens de Jadson, cujo espírito aventureiro só podemos invejar. Há ainda, às vezes, textos emocionados e emocionantes, como o que Bina escreveu quando da morte de Mayra.

No Pilha Pura descobri, desculpem a ignorância, o traço precioso de Borega, que tem a capacidade de nos fazer ver aquilo que está diante de nós, mas que não vemos. Até a esculhambação no Pilha Pura carrega em si um quê de ternura, o que me faz lembrar uma frase, que não sei a quem atribuir, que diz algo mais ou menos assim: “... a amizade é o amor que nunca morre”.

Abs,
Bene Simões
Em 31.5.2010



*Bené Simões é jornalista.

4 comentários:

Mônica Bichara disse...

Noooooossa, que moral! Bote ilustríssimo nisso!

Pois é, Bené, esse Pilha Pura é uma diversão, mas também um exercício delicioso de preservação das amizades. No corre-corre em que vivemos, às vezes passamos meses sem encontrar pessoas que amamos. Mas com essa Pilha renovada, a impressão é de estarmos sempre juntos. E o melhor: sem obrigação, sem horário, sem cartão de ponto.
No meu caso, aliás, melhor ainda p/q tenho um salário milionário de âncora.
Beijão bem grande Bené e continue se divertindo.

Joana D'Arck disse...

Bené, confesso que me emocionei com essa sua injeção de ânimo tão espontânea e carinhosa com todos nós. Vinda de uma figura como você, a gente tem mais é que manter as baterias carregadas para seguir com toda essa pilha que nem sabe por onde começou direito e não tem pretensão de chegar a lugar algum. Aliás, Manoel Porto, o paparazzi mais fotografado aqui, também nos fez uma declaração muito engraçada, querendo dizer, do seu jeitão, porque gosta do nosso blog: “Sabe o que é Joaninha... é que, é que, que já tem muito blog sério, tem muito blog sério Joaninha, com um monte de texto chato analisando tu-do. E o Pilha, o Pilha, o Pilha .. não é nada, o Pilha não é nada, é por isso que gosto do Pilha”. Ri muito com essa sinceridade do amigo Mané, porque acho que é isso mesmo. A gente não quer ser nada, não quer vender idéia alguma nem convencer ninguém de nada. Mas tem essa mágica de juntar amigos. Valeu amigão.

Jadson disse...

Bené Simões, grande figura, imenso prazer em ver o companheiro de antigas e preciosas batalhas, o seu jeito de gentleman está aí esculpido na elegância do texto.
Bem merecido o tapete vermelho que a "dona" do blog estendeu pra vc. Um forte abraço.

Jadson disse...

Bené, tem um dito do nosso Vinicius aí na "orelha" do Pilha que fala dessa coisa da amizade, "os amigos devem ser amigos para sempre...", etc.

Arquivo do blog