Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Brincadeirinha

Sonhei na noite passada com um monte de crianças, todas sobrinhos e sobrinhas, inclusive os que hoje são adultos. Fiquei pensando na meninada e me lembrei de uma arte de Liloca, ainda com dois aninhos.

Certo dia Mônica saiu e deixou Dedéo tomando conta da pequena, minha afilhada. Ela começou a brincar com um “jogo de chá”  que dei de presente e que se tornou  um dos seus brinquedos favoritos.

Meu compadre estava na sala vendo o Jornal Nacional, quando ela lhe deu  uma “xícara de chá”, que na realidade era apenas água. Após várias xícaras, onde recebia elogios entusiasmados do papai a cada xícara servida,  Mônica chegou.

Délio fez ela se sentar na sala, para ver Liz trazendo pra ele uma xícara de chá, porque era “a coisa mais fofa do mundo!”. Minha comadre esperou, e então a filhota  veio  pelo corredor com uma xícara  e ela viu ele beber todo o líquido.

Então a comadre disse :

- Passou pela sua mente que o único lugar que ela alcança água é na privada????


2 comentários:

Joana D'Arck disse...

E tem outra arte de menino envolvendo Délio. Foi o filho mais velho dele, Hugo, hoje universitário, que, ainda pequeno, brincava com ele e num dado momento pediu: "Pai, abra a boca e fecha o olho". Dedéo, todo babão com o filhote (sempre), prontamente obedeceu. E o moleque tripudiou: "Comeu meleca, comeu meleca!". Ainda dou gargalhada até hoje quando me lembro dessa também

Anônimo disse...

adorei a experiência de Liz

Arquivo do blog