Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

O tamanho da vitória de Dilma

Para vocês terem uma idéia da vitória de Dilma conforme se desenha pela mais recente pesquisa de intenção de votos do Ibope aplicada na semana passada depois de 12 programas de propaganda eleitoral no rádio e na televisão:


1. Ela vence em todas as regiões do país (Sudeste, 44% a 30% de Serra; Norte/Centro-Oeste, 56% a 24%; Nordeste, 66% a 20%; Sul, 40% a 35%).


2. Ela vence nos maiores colégios eleitorais (São Paulo, 42% a 35% de Serra; Minas Gerais, 51% a 25%; e Rio de Janeiro, 57% a 16%).


3. O Estado onde Dilma vence com maior folga é Pernambuco (71% a 17%).


4. Ela vence entre os que têm renda familiar de até um salário mínimo (58% a 22% de Serra). E entre os que têm renda de um a dois salários mínimos (53% a 26%). Empata entre os que têm renda superior a cinco salários (39% a 38%).


5. Ela vence em todas as faixas de escolaridade com uma diferença de 25% a 28%. E empata com Serra entre os que cursaram o ensino superior.


6. Ela vence entre os homens e entre as mulheres.


O que ainda deverá empurrá-la mais para cima? Cerca de 12% dos eleitores ignoram que ela é a candidata de Lula a presidente. E dois terços dos eleitores acreditam que ela será eleita. Apenas 19% acreditam que o eleito será Serra. Dilma abriu 24 pontos percentuais de vantagem sobre Serra. Está com 51%. Serra tem 27%. Ela tá sendo considerada a mais preparada para governar. Se a eleição fosse hoje, ela venceria direto no primeiro turno com 59% dos votos válidos (descontados nulos, brancos e indecisos).


Fonte: Blog do Noblat

5 comentários:

Joana D'Arck disse...

Pelo desenho atual, Dilma vai ter votação superior à que elegeu Lula. O diretor do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, acabou pedindo desculpas por ter dito há um ano, à revista Veja, que apesar de sua alta popularidade, o presidente Lula não faria o sucessor porque prestígio político não se transfere. E agora veja o que ele admite: ”Errei. Eu dizia que apesar de o Lula estar bem, ele não elegeria um poste (Dilma). Foi uma declaração extemporânea, descuidada e muito mais fundamentada num pensamento político do que com base em pesquisas. Eu tinha o direito de pensar daquela forma, mas não tinha o direito de tornar público. Peço desculpas”. Quer mais?

Simoa Borba disse...

Como dizem: "Se Dilma subir mais o Serra vai vê calcinha dela" ...rsrsrs.

Joana D'Arck disse...

:) Zé Simão que saiu com essa. Muito boa.

Jadson disse...

A tal da declaração "extemporânea" do Montenegro tem uma designação clássica no inglês. Chama-se "wish thinking", que pode ser traduzido para "pensamento desejoso", ou seja, a pessoa expressa não um raciocínio lógico, racional, e sim o que nasce do seu desejo.

deta disse...

Concordo Jadson, inclusive a psicologia explica.

Arquivo do blog