Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

sábado, 25 de setembro de 2010

Votar em Marina?

De São Paulo (SP) – Transitou pela capital paulista nossa amiga baiana/pernambucana/suíça Lena Massad. Demos uma escapada na noite paulistana (com todo o respeito, viu Ivan?), tomamos umas cervejinhas, tomei dois Jack Daniel (meu uísque predileto, só para ocasiões especiais, pois está acima do meu modesto padrão de consumo) e conversamos.
Lena falando ao celular com Marina,
não a Silva, mas a nossa Marina Soares

Principalmente conversamos, eu muito mais do que ela. A companheira me disse que queria se atualizar, vai votar pra eleger o próximo presidente (ou presidenta) do Brasil, lá em Genève-Suíça (Genebra no nosso belo idioma português/brasileiro).

- Estou pensando em votar na Marina, que você acha?

- Te digo, companheira. Marina tem uma bela história de vida, é compreensível que pessoas dignas, de bem, queiram lhe dar o voto. Mas, para mim, há dois poréns:

1 – É beata demais pra meu gosto, evangélica fervorosa e, portanto, condicionada negativamente por suas convicções religiosas e morais. É só observar sua posição numa questão crucial, como a necessidade de legalização do aborto. Ela tem todo o direito de ser assim, como eu tenho todo o direito de não ser.

2 – Neste episódio agora da campanha de baixarias da chamada grande imprensa (ou velha mídia, ou, mais explicitamente, TV Globo, Veja, Folha de S.Paulo, Estadão e jornal O Globo), no vale-tudo contra Lula/Dilma, Marina foi na onda, por ingenuidade ou oportunismo, e está fazendo o jogo da direita. “Uma coisa horrível!”, como diria o saudoso companheiro Pedro Matos.

Não sei se Lena mantém seu voto em Marina. Comentei ainda que, no primeiro turno, eu ia votar em Plínio (poderia votar também em Zé Maria), mas, DIANTE DA BAIXARIA DA NOSSA IMPRENSA, já tinha mudado meu voto. Pesando os prós e os contras, vou logo de Dilma/Lula.

Aliás, na eleição passada, foi a mesma coisa, vocês se lembram? Dizia: “Só vou votar no PT no segundo turno”. Mudei.

PS: Lena me avisou e passo aos pilheiros de plantão: neste sábado, dia 25, às 21:05 horas, na Globo News, tem entrevista com o nosso querido (e pirado?) Geraldo Vandré.

Um comentário:

Joana D'Arck disse...

A postura de Marina Silva na campanha levou a nossa Marina a desistir de votar nela.Como não gosta de Dilma, nem de Serra, está pensando em votar em Plínio, não é Mari?.

Esse filme de igreja com política e poder a gente já viu no que tem resultado em todo o processo histórico da humanidade e ainda mantém populações em atraso nas questões dos Direitos Humanos, dos direitos individuais, da liberdade de expressão e até econômico. Falando nisso, saiu ontem nos jornais um estudo sobre a relação igreja/pobreza. Onde a religião tem mais poder a população é mais pobre. Alguma novidade? A dúvida do estudo é sobre quem provoca o quê, se a religião no poder causa a pobreza, por alienar as pessoas, convencê-las de que ser pobre é coisa divina, ou se as populações mais pobres buscam o refúgio na religião. Fico com a primeira.

Arquivo do blog