Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Jornalistas de A Tarde exigem retorno de Aguirre




Após cruzarem os braços por mais de duas horas, cerca de cem funcionários do jornal A Tarde, inconformados com a demissão do jornalista Aguirre Peixoto, conseguiram, em assembleia realizada na sede do próprio grupo, na Avenida Tancredo Neves, ontem (9), agendar uma reunião para tratar do assunto com a diretoria da empresa.

Jornalistas, editores e fotógrafos, dentre outros subordinados, se rebelaram contra a postura da alta cúpula do grupo de comunicação, que demitiu o repórter de política, supostamente, por pressões de grupos empresariais. O encontro ocorrerá por volta do meio-dia desta quinta-feira (10).

 Os representantes dos funcionários pedirão explicações sobre a demissão de Aguirre, filho do também jornalista Biaggio Talento, e solicitarão a readmissão do funcionário. A manifestação desta tarde mobilizou não somente os funcionários jornal, como também membros de outros veículos pertencentes ao grupo A Tarde, como rádio A Tarde FM, A Tarde On line, jornal Massa e revista Muito

Uma comissão constituida por 6 jornalistas participa de uma reunião com a direção da empresa nesta quinta-feira, 9, às 12h, para analisar toda a questão envolvendo a demissão de Aguirre e o respeito à profissão dos jornalistas. Após esta reunião, os jornalistas participarão de uma nova assembleia no pátio da empresa, às 14h, para analisar as decisões do encontro do meio dia e deliberar se retornam ao trabalho ou se farão uma greve.

Veja como foi a demissão, nota do Sinjorba e Carta Aberta
Mais sobre a demissão de Aguirre

Fontes: Bahia Notícias de Bahiajá


Um comentário:

Anônimo disse...

Neste caso da Bahia tem muito mais lama que voçes pensam ; as grandes construtoras compraram os vereadores na época da votação do PDDU ( novo Plano Diretor ) para ocuparem áreas de preservação permanente-APP's . Mas se deram mal , pois feriram leis federais ( código florestal , lei da Mata Atlântica ) . Então começaram as multas e embargos do Ibama nas obras ilegais das empreiteiras de Carlos Suarez , que no caso da reportagem deste exemplar jornalista tocou numa obra que também é do Governo do Estado ( a Tecnovia ). As relações entre o grande empresário e o governador assustam , pois Suarez foi o maior financiador da campanha eleitoral do governador reeleito em Outubro de 2010. E o reporter tocou na ferida aberta e foi quem pagou o pato. Só que as grandes construtoras não contavam com a digna reação dos colegas do jornalista que se uniram , pois deste jeito todos teriam que se dobrar aos interesses financeiros , e suas carreiras estariam indo para o ralo . Parabéns a todos que disseram não aos conchavos e negociatas entre os Jornais da Bahia e os grandes anunciantes do mercado imobiliário.

Arquivo do blog