Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

quarta-feira, 30 de março de 2011

terça-feira, 29 de março de 2011

Chumbinho apresente seu relatório

http://www.youtube.com/watch?v=SUyvT00Zr00

Bacalhau genérico

Você adora bacalhau, mas pagar 40 ou 50 pratas por quilo de um razoável, está muito além de suas possibilidades?
Você acha que o bolinho de bacalhau daquele restaurante "chique" é mesmo feito de bacalhau?
Hummm...

Veja nossa dica

Sinva na área de serviço


Taí a prova do crime de Bolsonaro

A vergonhosa entrevista do deputado Jair Bolsonaro ao CQC

Estarrecedora a entrevista do deputado federal Jair Bolsonaro (PP/RJ) ao CQC, segunda-feira (28/03/11). Além de confessar ter saudade da ditadura, vomita outras aberrações contra gays e negros, de dar nojo ao mais ferrenho dos racistas. Quando Preta Gil perguntou o que ele faria se o filho se apaixonasse por uma negra, disse que não discutiria promiscuidade, ambiente semelhante ao que ela teria vivenciado. Por um lado foi bom o espaço dado pelo também machista e racista CQC ao deputado do partido "progressista", pelo menos deu motivos de sobra para enquadrá-lo na lei, já que RACISMO É CRIME INAFIANÇÁVEL. A própria Preta Gil já anunciou que vai meter um processo pra cima dele, hoje mesmo. Jean Willys e outros deputados já avisaram também que vão pedir a cassação de Bolsonaro e que ele seja punido exemplarmente.

Carta da jornalista Emanuella Sombra pedindo demissão do jornal A Tarde por censura a entrevista com Ivete Sangalo

domingo, 27 de março de 2011

Cadê a Coelba?










Alguém aí, por favor, avisa à Coelba que a Praia de Ipitanga, em Lauro de Freitas, existe. Olha o estado dos postes do bairro. Qualquer hora um trambolho desse cai em cima de alguém. Os fios também estão caindo e em algumas calçadas as pessoas preferem atravessar com medo de um acidente.

Isto, sem falar na grande quantidade de poste apagado há meses, como os localizados bem no início da praia, na divisa com a Praia do Flamengo. À noite ninguém se atreve a passar andando por lá. Só quem tem negócio.

Lá vem o peixe!


Observe notas do  rodapé para não cair no artigo 12:
1- Não aceitamos encomendas de Traíra e Piranha-
 A primeira usaremos como isca e a segunda, comeremos;
2- O pagamento deverá ser feito no pedido, até o dia 30 de março
Este blog não publica anúncios pagos, mas está sempre dando uma mãozinha aos amigos e parentes. Nepotismo mesmo (rsrs) ... Taí um comercial do marido com o novo sócio, Artigo, figura super bacana que tem esse apelido por ter criado uma "legislação" própria, com artigos muito engraçados, da forma e situações em que ele os invoca, como o 12- Vacilo e bobeira, e o 1- Elegância.

Voltando ao anúncio em questão, com essa dupla, não vai faltar peixe para a Semana Santa.














sexta-feira, 25 de março de 2011

Parabéns, Borega!

O nosso pilheiro artista é show! Foto: Manoel Porto
Em mais uma sessão do "Quinta sem lei" , eu e as minhas colegas de trabalho (lembrei do Sílvio Santos, hehehe), além das amigas Denise, Aninha e Deta, tivemos uma noite sem defeito. Nem a chuva atrapalhou a ótima programação, ao som do Matita Perê (imperdível) e da banda Pirombeira,  uma revelação.

Fomos assistir à programação Porto do Som, nome dado a três apresentações do nosso artista pilheiro, Borega,  no sebo Praia dos Livros, Largo do Porto da Barra, s/n Barra, nas quintas de março, 20h . A primeira foi na semana passada, 17, (fiquei chateada por não ter comparecido) e teve como convidados o maestro João Omar, Luciano Aguiar (do Matita Perê), João Liberato e Rafael Galeffi.


Além da música (uma MPB de câmara) e "por pretexto dela", assim justifica Boreguinha,  a gente pode apreciar a exposição de pintura do nosso multitalentoso pilheiro. Só ficamos frustradas porque quase todas as telas  foram vendidas e não podemos comprar as que nos identificamos (tem uma de Caymmi que é show!).

Gente, foi bom demais. Matamos a saudade do Matita Perê, com Borega e Luciano Aguiar, e vibramos com os talentosos meninos da Pirombeiras, "discípulos de Borega", observou Ernesto Marques, que deu as boas vindas aos amigos e admiradores das duas bandas presentes.

Duas observações de leigo, porque não entendo de música, apenas aprecio, mas tive a concordância de duas especialistas no assunto, Denise e uma colega de trabalho,  que quero destacar:  A voz e o talento musical do multi instrumentista  Rafael Galeffi, estudante de Regência da Escola de Música da UFBA; e o talento e canto  de Yan, um menino franzino que canta "com a alma". E quando ele cantou CANTO DE OSSANHA, de Baden Powell e Vinícius de Moraes! A gente ficou alí comentando: "Há se Vínícius visse essa garotada cantando a música dele! " .  Eles acrescentaram arranjos e, ao final, um refrão do pagode do Rapazola, "NÃO ME CHAME NÃO VIU" (só letra),  que falando assim parece até pecado, mas acredite, ficou muito legal.  


Luciano Aguiar, que igualmente a Borega  é dublê de jornalista e músico, escreveu com muito mais propriedade aqui no Pilha sobre a programação  e apresentou: "Os talentosos jovens do grupo Pirombeira, que passou o ano de 2010 apresentando músicas de Borega e homenageando carinhosamente o Matita Perê no projeto Som de Zilda, em São Lázaro". Além deles, a gente ainda pode curtir o clarinetista Leonardo Cunha.

Para fechar a temporada, no dia 31, Borega receberá a cantora, compositora e parceira Rita Tavares, nossa amiga aqui do blog,  com quem compôs Fina Proeza. A próxima apresentação  também promete ser das boas (atenção meninas do Quinta sem lei ).

PS: O parabéns para Borega é duplo. Além de bombar nas apresentações, o pilheiro faz aniversário hoje (25). Felicidades, amigo.



SERVIÇO


Projeto Porto do Som, com Borega
Local: Sebo Praia dos Livros - Largo do Porto da Barra, s/n Barra.
Telefone: 3015-0093 / 8219-5652.
Quando: Quintas-feiras, dias 17, 24 e 31 de março de 2011, às 20 horas.
Ingresso: R$ 10,00

quinta-feira, 24 de março de 2011

O Complexo de Colonizado do Brasileiro


Acompanhando a cobertura da mídia brasileira na visita do presidente estadunidense Barack Obama as nossas terras, percebi o quanto o Brasil ainda sofre com o “ranço” de país colonizado. Os noticiários acompanhavam detalhadamente cada passo do presidente, enquanto eram intercalados por reportagem que discutiam, por exemplo, o guarda-roupa “fashion” da primeira-dama Michelle.

Enquanto aspectos comportamentais da família Obama eram discutidos exaustivamente, o mundo assistia mais uma intervenção dos EUA a soberania de um país árabe (país esse que coincidentemente possui um número significativo de reservas de petróleo), e a mídia brasileira se resumia a exaltar o fato do sinal verde para os ataques terem acontecido daqui do Brasil. Diante desse horror fútil da grande imprensa, ficam questões que não foram levantadas por ela e nem ao menos questionadas, como: Afinal a vinda do presidente vai enfim acabar com as barreiras comerciais dos produtos brasileiros no mercado norte-americano? Ou, o grupo de empresários que faziam parte da comitiva do presidente, irá ter que tipo de participação nas obras de infraestrutura para copa de 2014 e Olimpíadas? Ou ainda, se dizer simpático ao Brasil possuir uma cadeira permanente no Conselho de Segurança da ONU, significa o quê realmente? Eles irão votar a favor?


O presidente Obama pode ser o primeiro líder dos EUA afrodescendente, mas ainda padece dos mesmo mal de todos os presidentes anteriores, a SPI – Síndrome de País Imperialista – esse mal, que se caracteriza por ser uma doença vil, ao longo da história subjugou, massacrou e sentenciou ao sub-desenvolvimento centenas de países no mundo. Portanto, queridos brasileiros, menos babação e mais auto-estima.

Com o amigo Pedro no bar El Rápido

quarta-feira, 23 de março de 2011

Liz Taylor



Para lembrar da galmourosa atriz Elizabeth Taylor, que morreu nesta quarta-feira (23), em Los Angeles, aos 79 anos.

Baianos dizem não à energia nuclear

Para não dizer que não falamos do  Japão e da água, reproduzimos texto da jornalista Zoraide Vilasboas:

No belo entardecer da Praça Castro Alves, na capital baiana, “o poeta dos escravos” testemunhou uma comovente homenagem ontem, quando milhares de participantes do XI Grito da Água fizeram um minuto de silêncio em solidariedade às vitimas do terremoto japonês e aos afetados pela contaminação radioativa da usina atômica de Fukushima, que já alcança países da Europa e dos EUA. Na praça, cantada em prosa e verso, símbolo e cenário de episódios importantes da história e da cultura da Bahia, foi encerrada a manifestação do Dia Mundial, Estadual e Municipal da Água, que busca conscientizar a sociedade para abraçar as lutas “em defesa da água e do meio ambiente”.




Explosão na Usina Nuclear de Fukushima

Ali também, mais uma vez, dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Água Esgoto, promotor do evento, destacaram a grave situação dos baianos de Caetité, afetados pela única mineração de urânio em operação no Brasil, onde se produz a matéria prima para a fabricação do combustível das usinas atômicas do Rio de Janeiro. Por causa da catástrofe nuclear japonesa, cujas conseqüências ainda estão sendo calculadas, o Grito da Água funcionou como um levante contra o uso da energia nuclear no Brasil. As falas antinucleares e em defesa da exploração de energias limpas e renováveis começaram no  inicio da manifestação, em frente ao Teatro Castro Alves, no Campo Grande, prosseguindo durante a caminhada por ruas do centro da cidade até o ponto final do ato.

Animada por dois carros de som, com presença marcante de muitos jovens, crianças, estudantes, baianas, bonecos gigantes, representantes de diversas organizações e movimentos sociais da capital e do interior, os manifestantes se posicionaram, com vigor, contra a usina nuclear na Bahia. Este foi o tema predominante durante a caminhada, que salientou a preocupação das populações de Caetité com a insegurança da mineração, a contaminação da água e do solo e o aumento dos casos de câncer na região e dos prejuízos sócio ambientais.


O que acontece no Japão hoje, infelizmente tendo como pano de fundo uma extraordinária tragédia humana e econômica, representa um dramático alerta para toda a humanidade sobre os perigos da energia nuclear. Os manifestantes desfilaram com um imenso balão com inscrição contra a implantação de usina nuclear na Bahia e uma faixa complementando que os baianos não querem “este perigo”.



Zoraide Vilasboas
Coordenação de Comunicação
ASSOCIAÇÃO MOVIMENTO PAULO JACKSON-Ética,Justiça,Cidadania ______________________

domingo, 20 de março de 2011

Bombamos!!! Chegamos a 30 mil visitas


E é bom deixar claro que a contagem dos visitantes só foi iniciada depois de mais de um ano do Pilha no ar. Bem que a chefinha podia aproveitar a oportunidade e dividir os lucros com a briosa equipe de pilheiros.

Tem pilheiro com idade nova hoje

sábado, 19 de março de 2011

Yes, nós temos celebridades!

 Os pilheiros Borega e Jaciara estão bombando na cidade, mostrando seus talentos e ganhando espaço na mídia. Os dois foram destaque ontem no jornal A Tarde: Borega com chamada na capa sobre o sua tri apresentação denominada Porto do Som ;e Jaci com matéria sobre o lançamento do livro De cá pra lá em Salvador, sobre a história do transporte público da capital, publicada em Últimas (B10).


Jaciara lançou oficialmente o livro na Associação Comercial, às 18h30 quinta-feira (17) e ontem fez um lançamento só para jornalistas no Armazém 437, na Saúde.


Borega continua com a sua programação nas próximas duas quintas.



sexta-feira, 18 de março de 2011

A força das águas a nosso favor

"É uma feliz coincidência comemorarmos o Dia Internacional da Mulher (8) no mesmo mês (março) do Dia da Água (22), porque ninguém vive sem as duas".

Da prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, na abertura do III Encontro Estadual das Mulheres do Saneamento Ambiental, promovido pelo Sindicato dos Trabalhadores em Água e Esgoto (Sindae), e realizado ontem no Grande Hotel da Barra.  

quarta-feira, 16 de março de 2011

terça-feira, 15 de março de 2011

Pescaria em Siribinha


Não foi só de blocos carnavalescos e rodas de viola que foi feito o Carnaval em Siribinha, o grande acontecimento, o ápice, o clímax do feriado foi na verdade a pescaria de Sinval e Artigo. Após horas embaixo de sol escaldante, que rendeu a Sinval quase uma insolação e depois de Artigo pescar um motoqueiro distraído, abaixo podemos vê o resultado da pescaria.









Ganha um doce quem advinhar: eles pescaram esse peixe?...

...ou essas garrafinhas de água?

segunda-feira, 14 de março de 2011

Valeu Siribinha!



 Sem trio elétrico e bandas famosas, mas em clima bem solto e tranquílo, o Carnaval não passou despercebido no pequeno povoado de Siribinha (Conde).

O bloco Siri-Babá animou dois finais de tarde na única rua do povoado, puxado pelo Rei Momo.





Valeu amigos. Esse Carnaval foi inesquecível. Fotos: Rafael 
Na passagem do bloco e nas rodas de violão da nossa turma, até o paparazzi mais fotografado do Pilha, Manoel Porto, foi desbancado pelo nosso mais novo fotógrafo, Rafinha, que registrou quase tudo.

O concorrente de Manoel Porto









foto: euzinha
As crianças brincaram tranquilamente


domingo, 13 de março de 2011

Quintas com Borega

Porto do Som é o nome para três apresentações que o nosso artista pilheiro Borega fará no sebo Praia dos Livros, Largo do Porto da Barra, s/n Barra, às quintas de março, 20h (alô amigas do "Quinta sem lei", olhem aí uma ótima programação).

Além da música (uma MPB de câmara) e por pretexto dela, também fará  exposição de telas ( é mole?). Pinturas para recepcionar os amigos músicos e o público.

 Dia 17/03, terá como convidados o maestro João Omar, Luciano Aguiar (do Matita Perê), João Liberato e Rafael Galeffi.

Vamos nessa!

 Luciano Aguiar publicou no blog o Recôncavo o seguinte texto  sobre Borega:

A maestria é o dom maior do feirense Borega. Não bastasse a reconhecida competência como chargista, ilustrador, jornalista e, mais recentemente, pintor, ele veio ao mundo sem precisar de muito esforço para compreender a música de modo profundo e construir uma arte soberana. É um dos grandes compositores e arranjadores baianos da cena atual e um multi-instrumentista. Integrante do grupo autoral Matita Perê, ele dá uma pausa no trabalho com a banda para uma temporada solo – mas bem acompanhado – no Sebo Praia dos Livros, no Porto da Barra, dias 17, 24 e 31 de março (quintas-feiras), sempre às 20 horas.


Porto do Som é o nome do projeto de toque intimista. A intenção de Borega é apresentar composições que extrapolam o repertório do Matita, além de novos arranjos, rearmonizações ao seu violão bem brasileiro, e contará todas as noites com a participação de amigos-artistas, importantes em sua trajetória musical. De quebra, Borega ainda irá expor um pouco de sua recente produção pictórica para recepcionar o público. Como ele mesmo diz, trata-se de "um músico que registra as cores do som".

No dia 17 de março, o músico estará acompanhado de Armando Deolly, na percuteria, e aguarda o amigo e maestro João Omar, que gravou, de Borega e com participação dele, a música Ciclo Retirante em seu primeiro álbum, Corda Bamba (2007). Borega recebe, também, o flautista João Liberato, com quem trabalhou no Matita Perê, para fazer especialmente o baião Quaresmeira, música de Borega que integra a animação Um Outro, de Chico Liberato. O parceiro de grupo, Luciano Aguiar, completa o trio de convidados da primeira noite e, assim como João Omar, também apresentará ao lado do anfitrião algumas composições próprias, não registradas no repertório do Matita.

Os talentosos jovens do grupo Pirombeira, que passou o ano de 2010 apresentando músicas de Borega e homenageando carinhosamente o Matita Perê no projeto Som de Zilda, em São Lázaro, são os convidados do dia 24, juntamente ao clarinetista Leonardo Cunha. "Quero tocar com o Pirombeira a futura parceira com Tom Tavares (compositor e professor da escola de música da Ufba, a quem Borega encomendou uma letra), que eles (pirombeiros) deram o nome de Pé na Estrada, e coisas do Matita Perê, além de Na Minha Sala, de Ian Cardoso", conta Borega.

Para fechar a temporada, no dia 31, Borega receberá a cantora, compositora e parceira Rita Tavares, com quem compôs Fina Proeza. Além da canção citada, apresentarão juntos o clássico latino-americano Volver a Los 17 (Violeta Parra), em grande rearmonização, e um arranjo especial para Nem Defeito Nem Dom (Rita Tavares). Nessa noite, Borega contará novamente com o acompanhamento luxuoso de Armando Deolly e deve pegar mais no contrabaixo, em acompanhamento ao violão suingado de Rita.

Entre tantas canções e arranjos de extrema sensibilidade, há que se destacar no repertório das apresentações a execução de Ao Amor que Vai Chegar, gravada pelo guitarrista goiano Budi Garcia, responsável pela direção musical do esperado primeiro disco do Matita, e peças de uma trilha sonora que Borega compôs para um filme não terminado de Kau Rocha. Uma delas, intitulada Morte de um Alfaiate, deve ser ponto alto na apresentação.

A produção do evento está a cargo de Rafael Galeffi, estudante de composição e regência da Ufba e integrante do grupo Pirombeira, e direção artística é assinada pelo artista plástico Raimundo Áquila.

O Porto do Som é apoiado por Editora Versal, Pizzeria Divino Piacere, Estúdio Imagem Acústica.

SERVIÇO

Projeto Porto do Som, com Borega

Local: Sebo Praia dos Livros - Largo do Porto da Barra, s/n Barra.

Telefone: 3015-0093 / 8219-5652.

Quando: Quintas-feiras, dias 17, 24 e 31 de março de 2011, às 20 horas.

Ingresso: R$ 10,00

Homenagem às colegas

Essa camiseta com inscrição em italiano que em português quer dizer: galinha velha é que dá bom caldo... estava sendo usada por um jovem ontem(12) no Farol da Barra, segundo ele, para homenagear o Dia Internacional da Mulher. Fica ai o registro feito por Sarnelli colaborador do Blog do Rio Vermelho  doidinho para conseguir uma igual.

Alegria em dose dupla


Meninos de ouro: Flora e André (Deco)
 O pilha pede passagem para imitar as colunas sociais,  sendo que aqui o chic de doer são os eventos envolvendo os amigos da dona do blog e dos colaboradores.

A nossa pilheira Isabel Santos está "babando pra cima", como dizia Irepinga, com as crias dela e de Luís Otávio. Também não era pra menos, já que acabou de formar dois dos três filhos: Flora (Terapia Ocupacional)  e André  (Engenharia Sanitária e Ambiental ). A pilheira comemorou o grande  feito em alto estilo, reunindo amigos e parentes numa festa regada a um  gostoso caruru, com um som ao vivo que agitou todo mundo.   

A festa rolou soltinha, soltinha, animadíssima.


quarta-feira, 9 de março de 2011

Por las mujeres, siempre!

Evita e Cristina acenam da sacada da Casa Rosada (palácio do
governo argentino): cartaz em que a Associação das Mães da Praça
de Maio homenageia a presidenta Cristina Fernández de Kirchner no
Dia Internacional das Mulheres (Foto: Deta Maria).

Agradecimentos

O nosso Pilha ar-ra-sou nesse Carnaval com a cobertura das nossas feras mais bem pagas da imprensa.Valeu, Carmela! Valeu, Mônica!  Depois dessa, tô pensando num aumentozinho pras duas. 

Dedéo surfistinha


Posted by Picasa

terça-feira, 8 de março de 2011

Ritmo de percussão para homenagear o Dia Internacional da Mulher

Foto Setur
Mulherada vamos colocar o bloco na rua, muitas batalhas já foram vencidas  mas ainda é preciso continuar lutando para acabar com a discriminação e a violência.

De acordo com projeção foi feita pela Fundação Perseu Abramo, em parceria com o Sesc,na pesquisa "Mulheres brasileiras e gênero nos espaços público e privado", divulgada em fevereiro deste anos, a cada dois minutos, cinco mulheres são espancadas no Brasil.

O estudo mostra que 8% dos homens admitem já ter agredido a companheira. "Os dados mostram que a violência contra a mulher não é um problema privado, de casal. É social e exige políticas públicas", diz Gustavo Venturi, professor da USP e supervisor da pesquisa.

"O estudo traz também dados inéditos sobre o que os homens pensam sobre a violência contra as mulheres. Enquanto 8% admitem já ter batido em uma mulher, 48% dizem ter um amigo ou conhecido que fizeram o mesmo e 25% têm parentes que agridem as companheiras. 'Dá para deduzir que o número de homens que admitem agredir está subestimado. Afinal, metade conhece alguém que bate', avalia Venturi."

"Ainda assim, surpreende que 2% dos homens declarem que 'tem mulher que só aprende apanhando bastante'. Além disso, entre os 8% que assumem praticar a violência, 14% acreditam ter 'agido bem' e 15% declaram que bateriam de novo, o que indica um padrão de comportamento, não uma exceção." ( Informação Agência Patrícia Galvão)





segunda-feira, 7 de março de 2011

Jegue alternativo


Quem disse que não teve jegue na Mudança do Garcia?

A viúva e o putão

A viúva desamparada tanto procurou, na Mudança do Garcia, que achou um "putão" pra chamar de seu. Foi paixão à primeira vista.



domingo, 6 de março de 2011

Uma homenagem à dona do blog, que canta como ninguém essa música: Stand By Me | Playing For Change | Song Around the World

Homenagem ao Carnaval de Salvador: We Are The World Of Carnaval Original 1988




Para relembrar algumas de nossas estrelas do Carnaval, como Armandinho, Lazzo, Daniela Mercury, Margareth Menezes, Durval Lélis... todos novinhos.
Feliz Carnaval para todos

Botando o Bloco na rua


Com o Dia Internacional da Mulher coincidindo com o Carnaval o bloco das mulheres que sai na Mudança do Garcia, promete desfilar com mais força nessa segunda-feira . Para participar, basta vestir lilás e levar para a avenida toda alegria que puder. O Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher(Neim) aproveita a festa para divulgar as demandas das mulheres, com faixas e cartazes.A concentração começa às 11h, em frente ao Bar da Zuzu( ladeira do Gárcia, perto do largo no final de linha) e a saída está prevista para as 12h30. Esse ano, sem os jegues, proibidos pela justiça de participar das festas populares, a Mudança deve alcançar o Campo Grande com mais rapidez.

sábado, 5 de março de 2011

Jornalista atacado por Muquirana


Por essa o jornalista Biaggio com toda sua seriedade não esperava,  atacado na porta de casa   por uma Muquirana gigante desgarrada do Carnaval. Ficou todo sem graça ,é bem verdade, e vai ficar mais ainda quando tomar conhecimento da postagem.  No Pilha é assim, deu bobeira tá na boca do povo

Abre alas que eu quero passar

Foto- Agecom

sexta-feira, 4 de março de 2011

Carnaval bonito de se ver

Tambores do Olodum-Foto Setur

Sem juizo

A editora do Blog foi descansar em Siribinha  com a família, inclusive comemorando hoje o aniversário de Sinval ,e me pediu para segurar a onda do Pilha durante o carnaval. Só mesmo uma pessoa sem juízo para delegar  em meio à folia uma tarefa de tamanha responsabilidade. Olham onde eu estava!  Vamos ver no que isso vai dar.

Chama o Procon!

Discurso no Carnaval, estou fora

Araken: Quero bebida alcoólica, ui!!!

Muita pilha no Carnaval do Red
Quem foi ontem à noite ao Rio Vermelho acompanhar a programação anunciada de desfile de blocos pela orla do bairro, teve que se contentar com um mini show de Gereba e Paulinho Boca, na Praça de Sant` Anna  e ainda suportar a rasgação de seda a políticos, prática  que pensávamos ter sido excluída da festa  de momo com o fim do carlismo, Na verdade o que estamos vendo é apenas  uma mudança de lado, no passado se bajulava  a turma da direita. Para completar, arrumaram um DJ, certamente achando que seria um sucesso, e o rapaz coitado, nem consegui começar a tocar  teve que deixar o local vaiado pela galera. Até o cocar de Catarina Paraguaçu para homenagear deputadas e vereadoras inventaram, em alguns momentos ficou parecendo até aqueles showmicios proibidos pela Justiça Eleitoral. Não fosse a presença do Bloco Paroano Sai Milho que puxou a galera dando voltas ao redor da igrejinha de San`Anna., a vontade de brincar recordando os antigos carnavais de rua, teria fica mesmo no passado.  Certo mesmo só Araken que chegou na praça impondo o  seu grito de guerra: Quero bebida alcoólica!. É Araka, do jeito que a coisa vai só mesmo tomando umas.

Arquivo do blog