Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

domingo, 19 de junho de 2011

Tá todo mundo coroa


Para quem foi jovem nos anos 1970 e 80 em Salvador, essa é do BAÚ!
Ir à praia da 3ª escada do Farol, que era o point; e na Pituba no Tatu Paca;
A Kombi de sorvete Primavera com o seu sininho;
Abadá de mortalha, usou daquelas que iam até o pé, inclusive a azul turquesa
do Jacu e do macacão do Traz Os Montes; Luís Caldas tocando em trio, do
baile do Patropi e do baile do Preto e Branco no Bahiano de Tênis... A
segunda-feira gorda na Associação Atlética... O Baile dos Internacionais e
de Iemanjá, no Clube Português... Curtiu bailes de carnaval no clube dos
Fantoches; Quem não se lembra da Banda Reflexos e da Banda Mel;
Foi pra festas de 15 anos na Cabana da Barra ou na Close-up, frequentou a
Bual'amour, a barraca do Juvená e o Varandá do Sandoval...
Participou da Gincana da Primavera na Fonte Nova, tinha algum colega de escola que fabricava loló para o Carnaval (e vendia em frasco de Seiva de
Alfazema)?
Andava em ônibus da Vibensa, estudou no Marista, ISBA, Vieira, SãoPaulo, 2 de Julho, Sacramentinas, Instituto Feminino e, se levou pau, acabou no Ipiranga ou outra "fábrica". Estudou também no Central, Iceia ou Severino
Vieira...
Quem não se lembra do Cine Rio Vermelho que tinha dois andares. Do cinema Guarani, que virou Glauber Rocha,e agora é Espaço Unibanco...
Ia com seus pais assistir a sessões matinais de 'Tom & Jerry' no Cine Guarani no primeiro domingo de cada mês; No Cine Bristol, ficava em dúvida se sentava na parte de cima ou na de baixo;
Garanto que você deve ter assistido muitos filmes nos Cines Art 1 e 2 (que antes era Bristol e antes ainda, era Cine Politeama) virou igeja evangélica, agora nem sei mais...
Viu o Leônico disputar título na Fonte Nova, com o goleiro ajoelhado rezando pra acabar o jogo;
Marcava encontros no Fundação Politécnica, pois o Iguatemi ainda não existia...
Depois, passava as tardes de sábado no Iguatemi com calça OP, mochila Company, camisa fio Escócia e Hang Loose e sandália Catina Surf;
Ia comer pizza no Giovanni no terraço do Iguatemi; Já usou muita roupa da Mesbla e Sandiz; Colecionou carrinhos de metal em miniatura da Match Box,
que abria as portas e a tampa do motor, comprados numa loja que eu não lembro o nome, na Av. Carlos Gomes;
E aquele hot dog do Tonni's na Pituba? Já assistiu muita corrida de caranguejo no Jardim dos Namorados; Assistia ao 'Parquinho' de Tia Arilma só para ver Miss Mara, Geisa e Deusete;
Não perdia um show no Circo Troca de Segredos;
Sabe também o jingle da TV Aratu ('TV Aratu canal 4/Salvador, meu amor, Bahia... '), Telebahia ('e fale bem desta terra com emoção... ') e da Cesta do Povo ('nesse ano novo, eu quero meu povo... '); Lembra da música da Varig ('estrela brasileira no céu azul, iluminando de norte a sul... nasceu Jesus, chegou Natal... varig, varig, varig);
No São João comprava bomba de 1000 escondido; Já teve uma calça jeans US Top, porque a Lee Riders era muito cara!!
Viu seu primeiro show de strip-tease na Number One; foi a show no Baiano,curtiu A Cor do Som, Moraes, Novos baianos...
Chupava bala Apache e Juquinha e o Pirulito Zorro;
Saía para pegar coroa no Quintela, Cabana e Carinhoso;
Alistou-se na Barroquinha ou no Forte de Santo Antônio;
Programa de domingo à tarde era ir à Ribeira tomar sorvete;Dançou lambada ou discoteca no Freddy's;
Tinha algum parente que corria na Turma da Madruga;
Chamava a UNIFACS de Trabuco;
Participou de 'pegas' na Barra. E quando jogavam óleo na pista pra os carros rodarem;
Domingo à noite vibrava com o Pitubão e corria quando a polícia chegava;
Já pulou do trampolim de saltos ornamentais na AABB, que virou Unimar, que virou Paes-Mendonça, que virou Bom Preço;
Fez escolinha de tênis com Tchê na Associação Atlética;
Já foi ao Iguatemi de frescão;Praia longe era a do SESC, Plakafor e Itapoan (longíssimo)
Assistiu sete vezes à peça A Bofetada;
Já perdeu a conta de quantas vezes a Concha Acústica do TCA foi reinaugurada;
Lembra do Teatro Maria Bethânia;
Assistiu show de A Cor do Som no Farol;
Não perdia um domingo na Hipopotamus, ou na Maria Fumaça ($100,00 com direito a pipoca e coca-cola); Dançou na Tropicália, dia de domingo, às 18:00, com Cleber e Pica-pau querendo dar show; Foi na Boate Champanhe, e na Green House; Tomava sorvete na Bambinella, na Rua Marques de Leão...
As 'Mostras de Som' do ISBA e do Vieira;
Participou dos desfiles das escolas no dia do estudante;
Viu alguns malucos andarem de moto na balaustrada da Barra no domingo à noite durante os pegas; Ouviu mixagem do DJ Wilson na Itapoan FM;
Quem não se lembra da música (ali ali ali alimbinha a mais deliciosa merendinha);Foi sócio do clube do Mickey com Mara Maravilha;
Quem não lanchou na Cubana, em cima do elevador Laceda e na Roses, no início da Carlos Gomes;
E por falar em Carlos Gomes, quem não comeu as esfihas do Good Day e do Teng Teng, ali em frente ao Brazeiro;
Veraneava em Itapoan; viajava pra Itacimirim e Arembepe (looonge); quem não acampou durante o carnaval em Guarajuba, que quase não tinha casas; e no
Clube do Camping;
Assistiu a abertura da TV Itapoan que durava 5 min. só para ver a bunda da menina que saia da água;
Esperou durante um mês a TV Bahia começar a programação e durante este tempo só estava no ar o logotipo;
Visitou o Museu de Tecnologia;
Quem se lembra do bar Portal, onde Netinho cantava;
Quem se lembra do Sabor da Terra, barzinho de movimento;
Quem se lembra do Canteiros (barzinho na Pituba)? E das batidas do Diolino no Rio Vermelho...
Quem lembra que para ir para praia do Conde eram mais de 6 horas, pois a estrada era trilha... Quem não esteve (ou disse que esteve) na Fonte Nova quando o Papai Noel chegou de helicóptero...
E o boneco do Fofão era mesmo maldito?
Curtiu banho de lagoa depois da praia em Stela Mares;
Curtiu as noite de sábado na Le Zodiac, imperdível...
Quem lembra do barzinho Inverno Verão da Pituba? Ou do Voyage? Ou do Cine Bahia, onde Ghost passou durante oito meses. Ou comprava uva na subida da Barroquinha no Carnaval...
Namorou escondido no Passeio Público... Ou no Jardim de Nazaré?
Tomou cerveja mini e paquerou na Moenda, cheia de turistas;
Comia no chines Tong Fong em frente ao Fórum;
Todas as sextas e sábados o programa era ir para o Barravento...
O Porto da Barra ainda era legal para pegar uma praia no meio da semana...
O pôr do sol no Farol...

Quanta coisa boa... Não dá pra esquecer.
Haha! Só dá pra perceber que ta todo mundo coroa...

E eu acrescento: Você curtia Diana Pequeno? Por onde anda?

Contribuição da minha amiga Ivone Di Ayres - do blog Lua Cúmplice:
http://luacumplice.blogspot.com

2 comentários:

Ivone Prates disse...

Mônica,
Foi massa você ter colocado a foto dela. Fomos colegas.
Outro dia pesquisei sobre Diana, agora ela usa dois "n"(numerologia). Está sempre com Eliana (irmã) e mora em São Paulo mas havia deixado a música definitivamente. A última aparição pública foi em 2005 no projeto "Pelourinho dia e noite".
Tempos bons, heim amiga!!!
bjocas
Ivone

isabel disse...

Muitas e muitas coisas eu vivi, estive lá, vibrei, curti, aprendi,também não vi...
Uma boa lembrança: sair do jornal O Movimento para tomar uma sopa deliciosa no Tong Fong, saboreando outros pratos, batendo um bom papo.Inesquecíveis. Adorava o sorvete de baunilha da Primavera. Fui atreás literalmente dos Novos Baianos.
Apesar de ser do interior vivenciei inúmeros momentos relatados no texto. Tenho ainda o disco de Diana. Pena ela não ter continuado.
Pois é, o tempo está passando, mas é bom saber que temos belas histórias para contar, relembrar.

Arquivo do blog