Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Do Lago Paranoá para a lindeza das praias baianas





Ele veio da secura das beiradas do Lago Paranoá, em Brasília, para a lindeza das praias do litoral baiano, mais precisamente Praia do Flamengo, em Salvador. Era domingo, dia 4. Mas não veio flanar, hoje deve estar dando duro no Serpro daqui, veio “zipar” nas complexidades da moderníssima tecnologia da informática, esse bicho-papão que assusta os sessentões da minha improvável geração.
Quem é ele, quem é ele? É João, é Júnior, é Juninho, conhecido como “o queridinho das meninas Almeida”, de Paulo Afonso, tão “queridinho” que o irmão mais velho, o célebre engenheiro Vieira, formado na Chesf e etc e especializado lá nas Alemanhas, chegou a temer por sua heterossexualidade. Um temor infundado, como se viu.
De qualquer forma, é uma simpatia de rapaz. Tanto que andei investindo na memória da nossa (de Júnior e da minha) juventude dos anos 80, embalada por Legião Urbana, Paralama do Sucesso e Barão Vermelho. Andei inclusive escrevendo algumas recordações de nossos (dele e meus) anos dourados, apesar da minha careca e meus cabelos brancos e outros sinais explícitos da passagem de um senhor inexorável, chamado tempo. Daí o “improvável” destacado acima em itálico.
Bem-vindo, companheiro, bom acarajé, com pimenta e tudo!
Júnior e Délio com a bela baiana do acarajé


A recepção na Praia do Flamengo: Mônica, Deta, Jean Pierre, Joaninha, Léa, Júnior e Délio
Délio e Júnior: seria um caso homossexual?
Mônica
Júnior usufruindo da hospitalidade do casal Léa/Jean Pierre
Idem este repórter/blogueiro, depois da exaustiva cobertura
(As duas últimas fotos são de Joaninha)

3 comentários:

Baiano disse...

Companheiro,

Recepção melhor, impossível!

A motorista chegou na hora no aeroporto (brigado Ninon) e quando aterrisei na praia a baiana trouxe acarajé com pimenta. Melhor só se tivesse cerveja! E ela estava lá, geladíssima.

E pra fechar, minhas irmãs, cunhados e amigos queridos formando a alquimia perfeita.

Lago Paranoá: EVIDENTEMENTE VPP!


Ass: O Queridinho das irmãs Almeida.

Joana D'Arck disse...

Evidentemente Juninho, as irmãs Almeida fazem de tudo quando você vem aqui. É uma paparicação só. Mas foi bom ver você de novo aqui com essa alegria toda.

Araken disse...

Ta vendo ai joao , a merda que vc fez . tirou as barracas para nos brindar com estas reunioes de farofeiros. eh gente de paulo afonso, eh gente de itambe, eh gente de seabra, eh gente de rio de contas. assim nao da. so salva o gringo. e juninho, se saia enqquanto eh tempo broder

Arquivo do blog