Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Se ligue, eles querem falar com você

A empregada da minha casa acaba de passar por um sufoco danado com mais um desses golpes de bandidos para levar o dinheiro dos incautos. Em pleno começo da tarde recebeu ligação pelo meu telefone fixo e quase cai para trás quando ouviu:
- Meu parceiro está baleado  e peguei  sua filha como refém. Quero R$ 2 mil agora, tem que botar na minha conta dentro de dez minutos, minha senhora, porque senão vou estourar os miolos de sua filha.

Imediatamente entrou uma voz feminina gritando:
-Mainha, mainha, ele vai me matar, ele vai me matar!

E o cara toma o telefone e começa a ameçar. Tamanho foi o susto e o desespero que ela achou a voz feminina idêntica a da  filha e começou a se tremer e a pedir  "pelamordedeus" que não matasse a sua a filha, que ela não tinha esse dinheiro porque é pobre. Mas o cara continuava com o terror. Sorte dela que a visita, um cunhado meu que ainda não havia saído do almoço, tratou de acalmá-la alertando para o caso de trote e imediatamente ligou para a 7ª Delegacia, de onde recebeu informações e instruções. Soube que a queixa de golpe (ou trote) tem acontecido  bastante nos últimos dias. Ele também ligou para o celular da filha  dela, que tranquilizou dizendo que acabara de chegar em casa.

Dia desses uma amiga recebeu um trote desses e também ficou assustada. Portanto, fiquem atentos com mais esse golpe que rola na praça. A primeira coisa é procurar se acalmar, não falar o nome de ninguém e procurar ouvir com atenção. Taí o número que ligaram  para ameaçar a empregada (024) 9975-4079.



  

3 comentários:

Joana D'Arck disse...

Correção: não ligaram para ameaçar a empregada, mas a qualquer um que atendesse. Eu já recebi um trote sobre um sorteio da Oi-telemar, lembram? Queriam que eu colocasse crédito em aparelhos de celular que só receberia mais tarde(rsrs.Quase que eu faço isso, se não foi alertada por Sinval que tomou o telefone e sacaneou com o cara. Outra vez fui acordada logo cedo por uma ligação a cobrar, mas aí eu já estava ligada. Quando vi a voz dizendo bom dia senhora, aqui é o tenente... eu nem esperei completar a frase e desliguei para não cair na lábia. Insistiram nas ligações e eu não atendi. Depois da terceira chamada, deliguei o aparelho da tomada por um tempo e eles desistiram.

Mônica Bichara disse...

Essa foi braba mesmo. O cunhado guloso vai ganhar um prato de quiabada extra da próxima vez que for filar o pirão.
É importante mesmo manter a calma nessas horas, mas na dúvida não tem mãe que não se desespere. E não fornecer informação nenhuma, como nome, onde trabalha, bairro, outro telefone...
Na semana passada ligaram lá pra casa chorando, a cobrar, uma voz de mulher dizendo que tinha sido assaltada. Também ficamos preocupadas, mas não conseguimos identificar ninguém da família que tenha passado por isso. Nesse caso pode ter sido um engano, p/q não pediram nada.
Quando eu estava no Correio os bandidos ligaram para todos os telefones da central da Rede Bahia, em série, com essa história do acidente, que tinha um policial com uma pessoa acidentada que tinha dado aquele número....

Portanto, se liguem...

Joana D'Arck disse...

Ops! Não vi a voz, ouvi. A
dianta dizer que foi erro de digitação?

Arquivo do blog