Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

domingo, 30 de dezembro de 2012

Favelização da Praia de Ipitanga


Alguns monstrengos como esse aí da foto já começam a aparecer na Praia de Ipitanga. E esse processo de favelização vem assustando os moradores e frequentadores da área. Um absurdo que precisa ser barrado antes que se alastre por toda a praia.
Cada cacete armado desse vira esconderijo de ladrão, paraíso para ratos e outros bichos...

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

RECEITA DE ANO NOVO

"Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?) Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre."

CARLOS DRUMMON DE ANDRADE


quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Vale a pena ler de novo: Buraco Negro

Nesse final de ano os caboclos da confusão baixaram dicumforça aqui em casa e estão me enlouquecendo. Não encontro o cabo da bateria da câmara fotográfica de jeito nenhum, o cintinho que comprei pra ficar na moda também desapareceu, os óculos escuros, vários, estão de mal com a minha cara e desaparecem. E ainda tem o caboclo quebrador, que novamente me deixou sem os óculos de grau receitados, me obrigando a usar o quebra-galho comprado no camelô até concertá-los de novo. Só Fernando Sabino pra explicar isso. Quer ver?.  Leia Buraco Negro.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Lukas, o deprimido

Apresento-lhes o Lukas, a quem chamo Lukas, o deprimido, personagem assinado por Miguelrep no jornal argentino Página/12. Está ele aí no dia 22 de dezembro, tremendamente frustrado porque o mundo não acabou no dia 21, como previam algumas interpretações levianas do tal do calendário maia. Veja o olhar dele: "Não aconteceu nada", "Que desilusão".
Agora outra num "diálogo" de "Lukas e os piolhos": "A vida é muito triste. Mas não temos que nos preocupar", "Porque dura pouco".
Esta é criação de Daniel Paz & Rudy, também do Página/12. É do início de dezembro, quando os argentinos comemoraram os 29 anos do fim da última ditadura (1976-1983). Imagine o papo de alguém com seu "reaça" predileto - pode ser algum líder do DEM, do PSDB, do antigo PFL ou algum chefão da velha imprensa ou dos militares golpistas ou da Opus Dei. Pense aí: "Já se vão 29 anos de democracia", "Que horror... Isto não termina mais!!" 

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Perco o amigo, mas não abro mão da moqueca de miolo

Jadson Oliveira e Zé Sinva
 Cá está de volta o nosso correspondente internacional (só para a  América Latina, até agora), Jadson Oliveira. Chegou sorrateiro, fingindo que não estava na terrinha e assim ficou, "clandestinamente", por mais de uma semana, até ser descoberto por nós.Voltou mais radical ainda nos ideais esquerdistas, depois de nova temporada em Cuba, a ponto de me dar um ultimato, depois da terceira dose de uísque em roda de conversa com o também recém chegado suíço, Ivan Massard, no Largo da Mariquita.

Deta e o cunhado suíço,  Ivan Massard
Eu contava para Ivan sobre a minha paixão por moqueca de miolo de boi e da última que comi, no Bar do Moreira, nas ótimas companhias de Sinval, Alberto Freitas, César Barrocas e Manoel Porto. Arredio ao local,  tradicionalmente frequentado também por políticos da direita, inclusive ex-governadores, Jadson Oliveira começou a protestar, daquele jeito repetitivo dele, depois de algumas doses na cabeça. "Não joaninha, não sou amigo de quem anda em Moreira, não sou amigo de quem anda em Moreira. Moreira, Moreira, Moreira... queta Joaninha, Moreira, Moreira, não sou amigo de quem anda em Moreira". Para acabar com a repetição engraçada, mas já enjoada, reagi, com as pontas dos indicadores coladas: "Tá bom Jadson, você deixa de ser meu amigo, corte aqui meus dedinhos, mas eu não abro mão da moqueca de miolo, nem morta!". Foi uma gargalhada geral. Consegui dobrar o cabra.


Bernhar Gobbi: "Os cubanos têm uma visão mais realista da fraternidade e união"

Bernhar, jovem engenheiro "bicicleteiro", na Rua Neptuno, em Vedado, Havana: "Os brasileiros, escravos da mídia direitista, muito provavelmente continuarão ignorando o que é possuir um governo que realmente se preocupa com educação, saúde, segurança" (Fotos: Jadson Oliveira)
Acesso ao mínimo para viver, pequenas escolas por todo canto, recepção, consumismo, assédio aos turistas, Ato de Ajuste Cubano, bloqueio, reformas, segurança, futuro do socialismo: jovem engenheiro “bicicleteiro” brasileiro opina sobre a realidade de Cuba e diz o muito que gostou e o pouco que não gostou nos 17 dias que passou na ilha.

De Salvador (Bahia) - Bernhar Gobbi Rocha Coimbra, 31 anos, goianiense, filho de baiano de Correntina com goiana de Itumbiara, solteiro, engenheiro de computação, trabalha no Ministério das Cidades em Brasília, participa há quatro anos do grupo “bicicletada”, um coletivo horizontal derivado do movimento Critical Mass, surgido em San Francisco, Califórnia, com o objetivo de debater o uso da bicicleta em detrimento do uso do carro, principalmente para deslocamentos curtos. Não tem militância político-partidária, mas é simpatizante do PCB (Partido Comunista Brasileiro) pelo alinhamento ideológico, partido que tem hoje uma linha política bem à esquerda, ao contrário do antigo chamado Partidão.

Esteve 17 dias em Cuba, entre 21/out/2012 e 07/nov/2012, percorrendo a porção cubana abrangendo Havana e a porção mais a oeste da ilha, para se manter afastado da zona de influência do furação Sandy, que castigou a parte oriental do país naquele período (as províncias – estados – mais atingidas foram Holguín e Santiago de Cuba).

Na entrevista, concedida a este blog por escrito (as perguntas foram formuladas em Havana e respondidas e editadas já no Brasil), o jovem engenheiro “bicicleteiro” brasileiro fala das suas impressões sobre Cuba, dizendo-se surpreendido “pela cordialidade e alegria, pela inteligência e solidariedade” do povo cubano. Discorre sobre o que mais lhe agradou e o que mais lhe desagradou. E conclui: “Cuba é linda. Os cubanos são parecidos com os brasileiros, apenas têm uma visão mais realista da fraternidade e união, do que é um governo para o povo. Aos brasileiros, resta apenas o carnaval, o pão e o circo”.


(Para ler a entrevista no Evidentemente)

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Venezuela: chavismo elege 20 dos 23 governadores

Nicolás Maduro: "Uma vitória histórica, gigantesca; um presente de amor ao comandante Hugo Chávez" (Foto: AVN)
De Salvador (Bahia) – Enquanto o presidente Hugo Chávez tenta se livrar do câncer e se recupera da quarta cirurgia em Havana (Cuba), seus seguidores do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) conseguiram neste domingo, dia 16, uma expressiva vitória nas eleições para governadores dos estados: elegeram 20 dos 23 governantes, inclusive o de Zulia (Francisco Arias Cárdenas), o estado mais populoso e mais rico do país, que vem de sucessivos governos da oposição.
 

domingo, 16 de dezembro de 2012

Alívio ou decepção? Depende do ponto de vista de cada um

Felizmente o que parecia ser uma tragédia, sábado (15/12) pela manhã, na praia de Ipitanga, terminou de forma cômica. Chegando na praia nos deparamos com um grupo de rapazes de um baba estarrecidos com o achado num montinho de grama: calcinha, sutiã, cueca e a chave de um carro. Logo descobriu-se que a chave era de um Cruze branco estacionado do outro lado da rua, com terno, vestido de festa, celulares, bolsa.... 
A polícia foi chamada e rapidinho chegou uma viatura. Os policiais ligaram para um número e os supostos parentes das vítimas chegaram.
A discussão era onde os corpos iriam aparecer, pois o casal só poderia ter se afogado, já que estava descartada a hipótese de assalto. As opções mais prováveis eram, a depender da maré, Stella Maris, Busca Vida ou Itapuã.

Suspense geral....até que a risadaria começou. Um dos jogadores, visivelmente decepcionado, sai resmungando: "Ah! Não foi nada, eram eles mesmos que estavam bebum, foram tomar um banho pelado e não encontraram as coisas. Foram pra casa pelados..." kkkkkkkkk 

Alívio pra uns, decepção pra outros


quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Cinquenta Tons de Cinza na visão de um homem


Capas dos três livros 
"A não ser que você tenha tirado umas férias em Marte, não tenha nenhuma amiga-mulher na sua vida, ou faça parte do Clube do Bolinha, você provavelmente já ouviu falar do livro Cinquenta Tons de Cinza.” 


O sucesso da  trilogia "Cinquenta  Tons de Cinza", da autora E. L. James, deixou tão intrigado um certo "marqueteiro" que ele resolveu  investigar e publicar a sua opinião masculina sobre o "fenômeno" literário que agradou em cheio o público feminino, mas preferiu ficar no anonimato, talvez por receio de ser zoado pelos amigos.
O texto original é extenso e resolvi resumir aqui as principais conclusões do cara que se diz motivado pela profissão para buscar a razão para tanto interesse em torno do que considera um lixo (concordo). E ele acabou fazendo o sacrifício de ler os três volumes (só aguentei até o  segundo).
Do que se trata
"Cinquenta Tons de Cinza é o conto de fadas do Século 21. O livro conta a história de Christian Grey, um jovem bilionário, brilhante, maravilhoso, ultra lindo, intimidador, super bem sucedido, um líder nato dos seus funcionários que ainda ajuda os pobres, piloto do próprio avião, fiel, super atencioso com as mulheres, um cara super bom de cama que se apaixona por uma menina de 22 anos totalmente tapada, virgem e que nem é o supra sumo da beleza feminina... " O Livro tem metelança para todo lado o tempo todo,  se parece muito com os filmes-pornô visto pelos homens. Entre uma cena ou outra de sexo você tem uma historinha qualquer..."
Cinco Tons de Homem Ideal:

Para facilitar a vida dos homens que não leram ou não vão ler a trilogia, o marqueteiro resolveu fazer algumas recomendações, listando as razões porque as mulheres amam o Christian Grey:

colar que simboliza a trilogia
1. Porque o Grey elogia a mulherada o tempo todo. Toda mulher quer se sentir sexy e maravilhosa. Os homens de hoje elogiam tão pouco as mulheres que ao fazê-lo, a mulherada já acha que o cara fez algo de errado. Então, coloca na cabeça a meta de crescer em 500% o número de elogios que você faz para a mulher que você ama. Diga a ela que você admira a atenção e dedicação que ela coloca na educação dos filhos mesmo ela tendo que dividir o seu dia entre trabalhar fora e cuidar da casa. A maioria das mulheres vive preocupada com a falta de feedback que recebe dos homens. Tire esse peso das costas da mulher, dê feedback! Para elas nós somos um mistério porque falamos muito pouco. A mulher precisa e quer saber a sua opinião sobre as coisas. Todo mundo precisa ouvir elogios, capricha nessa parte!


2. Porque o Grey faz a coisa acontecer. O FDP do Christian Grey além de pilotar um avião ainda sabe como consertar um ar condicionado. Mulher gosta de cara que resolve as coisas, tipo "Pode deixar que eu vou resolver isso em 2 horas" . O cara que só sabe encontrar a seção de batata frita em um supermercado e sintonizar o canal de esportes na televisão, tá danado. O homem precisa assumir a gerência de manutenção da casa e da família e fazer a coisa acontecer. Sim, todo mundo tem no mínimo dois empregos, aquele que traz o dinheiro para casa, e aquele que traz o amor para dentro do seu lar.

3. Porque o Grey cria momentos de romance. Antes do sexo a mulher precisa de amor, antes do amor a mulher precisa de romance. Todo relacionamento esfria com o tempo, mas ninguém deseja para si um relacionamento frio onde as coisas são entediantes e sem paixão. Para mudar isso, o cara precisa dar 100% de atenção quando estiver presente. Ouvir mesmo, elogiar mesmo, dar a entender que qualquer pequeno gesto da mulher é a coisa mais maravilhosa do mundo. Uma das coisas mais irritantes do livro é a quantidade de vezes que o cara elogia a menina porque ela morde os lábios quando ela está envergonhada ou qualquer coisa do tipo. No primeiro livro isso acontece 46 vezes. Mas é isso, todas as pequenas coisas contam.

4. Porque o Grey se importa com a mulher. A verdade é que a grande maioria dos Fred Flinstones que tem por aí procura uma mulher para substituir a mãe deles. O cara acha que a mulher tem que serví-lo e fazer tudo do jeito que a mamãe dele fazia quando era criança. BANDO DE BABACAS!!! O papel do cara é empurrar a mulher para frente. Incentivá-la a malhar, fazer o cabelo, comprar roupas novas, se alimentar direito, se preocupar com a sua saúde, e, claro, a satisfazer sexualmente e não apenas a si mesmo. E MAIS, o cara tem que fazer tudo isso sem que a mulher DIGA QUE ELE TEM QUE FAZER. Sim, é isso mesmo, o homem tem que ler a mente das mulheres. Fácil, né?

5. Porque o Grey tem seus problemas. Apesar das inúmeras virtudes, características e clichês de príncipe encantado, o cara não é perfeito - longe disso. Ele sofreu trocentos abusos quando era criança que afetaram drasticamente a maneira que ele se relaciona com as pessoas - nada muito diferente de qualquer homem que eu conheço. A heroína da história, por sua vez, apaixonada pelo cara que sempre faz a coisa acontecer, a elogia sempre, cria momentos de romance a todo momento e se importa com ela como mulher, acaba se vendo na responsabilidade de consertar o cara. Toda mulher que se preza acha que vai consertar os homens. É por isso que a mulherada se mete em relacionamentos furados, elas acham que podem mudar o homem. Kkk. Não rola. O ponto aqui é que ninguém precisa ser perfeito, mas todo mundo precisa se importar um pouco mais, ou muito mais, com aqueles que estão próximos da gente para que possamos pedir o mesmo em retorno. 

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Ao inesquecível Irepinga


A foto foi postada por Carmela no Facebook, lembrando que hoje se completam dez anos sem o amigo Irecê, Irepinga aqui no Pilha, José Rodrigues de Miranda.

Essa dancinha dele aí, como lembra Mônica, foi ao som do "...é devagar, é devagar, é devagar, devagarinho", mas o cara tinha muitos trejeitos e gestos próprios, engraçadíssimos, como também muitas histórias igualmente hilárias.

O Pilha registrou algumas que vale a pena rever. Duas delas:  
Minha tchonga
A noite do nenen

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Carla Perez chora ao saber da morte de Oscar Niemeyer


Viva a criatividade em torno de Oscar Niemeyer

A morte do centenário arquiteto Oscar Niemeyer rendeu inúmeras homenagens e aguçou o humor e criatividade dos brasileiros, a exemplo dessa charge genial que está  se destacando nas redes sociais. Na mesma linha de brincar com a previsão apocalíptica maia de que o mundo vai acabar nesse ano de 2012 (ui!) várias piadinhas circulam internet. A nossa pilheria Simoa Borba postou na sua página no FB, "Agora sim, acredito que o mundo vai acabar. Niemeyer morreu!" e uma amiga dela saiu com essa: "Nada, falta Dona Canô!"

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

"A vida é um sopro" e 'Arquivo N"



Arquivo N sobre Niemeyer, da Globo News, vale a pena assistir

Isabel Santos
 
"A Globo News exibiu ontem (quarta-feira, 5) à noite o programa ‘Arquivo N’ sobre o arquiteto carioca Oscar Niemeyer muito bom. A partir dele pude conhecer melhor o valor do pensamento desse homem, além do excelente profissional, deixando um inesquecível legado, um comunista convicto, que praticava aquilo em que acreditava, um agnóstico humanista, muito mais de muitas que dizem ‘graças a Deus’.
 
Ele não se conformava em ver os candangos, que ajudaram a construir a monumental obra da arquitetura moderna chamada Brasília, morando precariamente nas cidades satélites.
 
Um arquiteto que nos últimos anos compunha música, fazia poesia..., que não parava de trabalhar. Aprendi muito com o seu pensamento, externado numa longa entrevista que deu a jornalista Sandra Moreyra. Ela conseguiu esse bate-papo, ao lado do seu maior amigo, o engenheiro José Carlos Sussekind, a ‘duras penas’, porque ele não gostava de badalação na imprensa, na bela casa que ele construiu no RJ.
 
Vale a pena assistir. A emissora geralmente reprisa esses programas várias vezes na semana.

Mais dica do blog

"A vida é um sopro" (e se extinguiu em 5 de dezembro de 2012)
 
O documentário sobre vida e obra do arquiteto Oscar Niemeyer é um filme  que de forma descontraída trata de arquitetura, histórias do arquiteto, luta política e de sua paixão pelas mulheres." Recebeu o prêmio de Melhor Documentário, por unanimidade, no 1º Festival Internacional de Documentários Atlantidoc, no Uruguai, em dezembro de 2007. O filme tem belas imagens de muitas de suas obras e a participação de  documentário José Saramago, Carlos Heitor Cony, Eduardo Galeano, Fer freira Gullar, Eric Hobsbawn, Nelson Pereira dos Santos, Mário Soares, Chico Buarque e Ítalo Campofiorito.

http://www.youtube.com/watch?v=FHEbbYSfnho

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Dia do Palhaço vai ter apresentação de Gerônimo e O Povo Pediu


Este ano, o Dia Internacional do Palhaço (10 de Dezembro) cairá numa segunda-feira. Como todo palhaço que se preza, segunda está com preguiça (curando a ressaca do fim de semana), a coordenação dos Palhaço do Rio Vermelho decidiu antecipar a comemoração da data no  dia 08/12 (sábado), com uma  festa no PÓSTUDO Restaurante. 

A programação começa às 21h com a apresentação do grupo “O Povo Pediu”, que receberá o convidados  com músicas autorais e um vasto repertório de MPB. Às 23h,  o DJ Ruy Santana segurará a peteca esquentando a pista até a meia-noite, quando começará o Show de Gerônimo e Banda Mont'Serrat.

Esta festa marcará a parceria dos “Palhaços do Rio Vermelho” com o Grupo “O Povo Pediu”, que daqui pra frente prometem aprontar muitas surpresas.


SERVIÇO:
Festa Palhaços do Rio Vermelho
Data: 08/12/2012
Local: PÓSTUDO Restaurante
Hora: 21:00h
Atrações: Grupo "O POVO PEDIU", GERONIMO e Banda Mont'Serrat, DJ Ruy Santana
Couverte: R$ 20,00


Em janeiro (12/01/2013) o Palhaços do Rio Vermelho farão o Ensaio Geral e prometem mai surpresas e alegrias, com homenagens e coroação do Rei para o desfile de 2013.

Arquivo do blog