Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

sábado, 30 de novembro de 2013

UFBA instalará sua Comissão da Verdade



E minha irmã Ilka Bichara, do departamento de Psicologia, foi indicada para compor a Comissão da Verdade da UFBA. Estou muito feliz por ela e orgulhosa. A posse será na quarta-feira (4), às 10h, na Reitoria


Vejam o texto de divulgação da UFBA:

A fim de localizar, analisar e catalogar documentos, sob a guarda da Universidade, que possam estar relacionados à violação de direitos humanos e liberdades individuais, no período da Ditadura Militar no Brasil, a UFBA instala às 10h da próxima quarta-feira (04/12), a ”Comissão Milton Santos de Memória e Verdade da UFBA”, em solenidade no Salão Nobre da Reitoria da UFBA, no Canela.  A comissão segue a Resolução nº 10/2013 do Conselho Universitário e ampara-se nas disposições constitucionais de justiça de transição para o resgate da memória de fatos ocorridos no período compreendido entre 31 de março de 1964 a 05 de outubro de 1988.

Na ocasião, a Reitora Dora Leal Rosa conduzirá os nove membros às funções do organismo que terá os seguintes integrantes: os professores Iracy Silva Picanço, João Augusto de Lima Rocha, Emiliano José da Silva Filho, Olival Freire Júnior e Ilka Bichara; os estudantes Leandro Coutinho Silva e Jéssica Santos de Jesus mais o servidor técnico-administrativo, Umberto Carvalho Bastos.   O momento será marcado por um pronunciamento realizado pelo ex-prefeito e ex-deputado Virgildásio Senna que sofreu retaliações por sua atuação política, durante o período militar. 

Sob a presidência do professor Othon Jambeiro Barbosa, a Comissão identificará a existência de possíveis conexões entre os órgãos de segurança/informação da estrutura de poder do Estado Brasileiro e a UFBA e, ao final dos trabalhos, apresentará um relatório sobre os achados à comunidade acadêmica e à sociedade.  As conclusões obtidas poderão subsidiar os trabalhos realizados pela Comissão Nacional da Verdade, pela Comissão Estadual da Verdade do estado da Bahia, pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça e pela Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos.


2 comentários:

Joana D'Arck disse...

Excelente iniciativa da UFBA. Também fico orgulhosa por Ilka, porque essa indicção é um reconhecimento da seriedade do trabalho e empenho dela na vida acadêmica. Além disso, é militante política de esquerda histórica. Parabéns Ilka!

isabel disse...

Parabens, companheira Ilka pelo reconhecimento da profissional e ser humano que voce e. Com certeza, sera um trabalho muito rico junto com os demais membros que compoem a comissao. Sucesso e um cheiro.

a falta dos acentos e porque estou no lap onde d outro - nao consigo encontra-los rssss

Arquivo do blog