Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Brasileiro bebe cerveja de milho e arroz



POR QUE ENGORDAMOS BEBENDO CERVEJA NO BRASIL...

   Uma das bebidas mais adoradas pelos brasileiros, a cerveja, geralmente é produzida de malte feito de cevada. Mas algumas receitas permitem o uso de outros cereais. A cerveja brasileira por exemplo na verdade é quase uma bebida alcoólica de milho. Isso mesmo. Uma pesquisa da USP e da Unicamp mostra que cervejas brasileiras possuem 45% de milho em sua composição, percentual máximo permitido pelo Governo. Quando você ler no rótulo da cerveja "Cereais Não Maltados", nada mais são do que o milho e o arroz camuflados!
Cervejas com milho
    E a para piorar, eles querem que o governo aprove que seja permitido que esse percentual suba para 50%. Ou seja, eles querem que uma cerveja possa ter em sua composição até 50% de milho ou arroz, que são bem mais baratos que a cevada.

    Pois é amigo, se você bebe Bohemia, Brahma, Skol, Antarctica ou Nova Schin, você bebe uma mistura de refresco de milho com cevada, bem parecida com a cerveja.

 A Ambev, fabricante das marcas Caracu, Antarctica, Brahma, Bohemia e Skol, jura que "falsificar a cerveja com milho é: "controlar a quantidade de malte de cevada que é necessária para obter cerveja com características adaptadas ao paladar do consumidor brasileiro: leve, refrescante e de corpo suave".

    Ok, mas a grande verdade que essa ladainha toda dita pela Ambev é apenas uma desculpa para ter uma alternativa mais barata, a cevada. Quase todo o malte é importado, como eles mesmo dizem: "A Ambev leva aos seus milhões de consumidores receitas seculares produzidas com os melhores insumos disponíveis em todo o mundo".


Além de não serem "cervejas de verdade", as cervejas brasileiras levam em sua composição muito açúcar, ingrediente esse necessário para fermentação do "cereais não maltados" - leia, milho e arroz. Ou seja, além de tudo as nossas cervejas populares engordam mais!

Infelizmente, a legislação não exige que as empresas declarem nos rótulos a composição exata das cervejas que produzem. Somente proíbem que os outros cereais não passem de 45%... por enquanto.

Mas nem tudo está perdido... Ainda existem algumas cervejas nacionais que possuem alto teor de cevada, ou seja, cervejas que são mais cervejas.


Cervejas com Malte de Cevada

    Transparência é tudo. Se a industria tem o direito a colocar milho ou arroz na cerveja, deveria também ter a obrigação de informar ao consumidor a quantidade utilizada. Não se pode esquecer que tem determinados locais que cobram mais de R$ 8,00 por uma garrafa de cerveja, como os botequins mais badalados da cidade.

    Acredite, a industria da cerveja está longe de ser uma industria que passa por dificuldades, pelo contrário... de cada R$ 100,00 vendidos pela cervejeira, R$ 49,80 é lucro, mas andam chorando porque SÓ lucraram 1,8 bilhão no trimestre passado...

E para você, qual sua cerveja preferida? Ela faz parte do grupo das "cervejas de verdade" ou das "populares".

Matéria originalmente publicada no site Estimulanet.com

Um comentário:

Mônica Bichara disse...

Essa barriga da foto é de Zé Sinva?

Arquivo do blog