Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Música na Confraria tem novas atrações

Para curtir um barzinho com som ao vivo, a boa pedida, no Rio


Vermelho, é a Confraria do França, que retoma a programação Música na Confraria a partir deste final de semana, apresentando atrações à noite: Sérgio Dau (voz e violão), às sextas, e o trio formado  pela cantora Giulia Chaves e os instrumentistas Yves Tanuri e Luciano da Silva, aos sábados.

Sérgio Dau canta na  sexta a partir das 21h, um repertório variado das grandes feras da nossa MPB, além de composições próprias.

No sábado, a música brasileira, sua riqueza e diversidade rítmica, é apresentada no clássico formato trio (voz, piano e percussão), sob a interpretação dos jovens artistas baianos Giulia Chaves (cantora e compositora), Yves Tanuri (compositor, arranjador e multi-instrumentista) e Luciano da Silva (percussionista). No repertório, além de consagrados compositores da música brasileira como Dorival Caymmi, Gilberto Gil, Tom Jobim, Roberto Mendes, dentre outros, serão apresentadas canções autorais, numa performance que contempla arranjos diversos e momentos de improvisação

SERVIÇO
Programação Música na Confraria
Local: Bar e restaurante Confraria do França,
Sextas-feiras: a partir das 21h, Sérgio Dau
Sábados: a partir das 21h,  Música Brasileira
Couvert artístico: R$ 7,00 por pessoa.

terça-feira, 25 de agosto de 2015

O dia da caça



A cara de  vingança de Isabel (de vermelho), uma das vítimas prediletas  das invencionices do nosso pilheiro  Mocofaia, ao descobrir que o repórter fotográfico anda fazendo bico de feira em feira, vendendo biquines e artigos de praia. 

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Fábio Mandingo no Sarau Bem Black



          O escritor baiano Fábio Mandingo é o convidado especial do Sarau Bem Black de agosto, que acontece nesta quarta -feira (05) , a partir das 18h, na Galeria Pierre Verger, na Biblioteca Central dos Barris. Fábio lança em Salvador a coletânea de contos Muito Como Um Rei, publicado pelo selo paulista Ciclo Contínuo, autografa o trabalho e conversa sobre sua trajetória.
Muito Como Um Rei é o terceiro livro de Fábio Mandingo e reúne sete contos que falam de uma Salvador viva e sem maquiagem. Histórias que nos remetem a uma juventude livre, num passeio pelos bairros da cidade - Caminho de Areia, Massaaranduba, Ribeira, Dois de Julho - com seus personagens, sons e gírias. Sobretudo a Salvador do centro, do Pelourinho, do embalo do samba-reggae. Seu livro anterior, Morte e Vida Virgulina (2013) e seu volume de estreia, Salvador Negro Rancor (2011),  formam uma trilogia bela e tensa do viver soteropolitano na contemporaneidade. Seus três trabalhos, todos de contos, trafegam na mesma paisagem e elencam seres humanos essenciais da negra cidade.
Além do lançamento de Muito Como Um Rei, o Sarau Bem Black está com uma  programação intensa que inclui uma mostra de vídeos em homenagem à atriz gaúcha Vera Lopes – que integra a equipe do Sarau, presença do ator Leno Sacramento, do Bando de Teatro Olodum,  que exibirá o último trabalho da Ouriçado Produções, e do multiartista paulista Zinho Trindade. Eles se juntam aos poetas e frequentadores do Sarau Bem Black, que completa 6 anos em setembro. 
A trilha sonora da noite, a cargo do Dj Joe, alternará músicas dos Cd’s Amarelo,  de Juliana Ribeiro, e Para Embelezar a Noite, de Dão.


FICHA
Evento : Sarau Bem Black
Quando: Quarta-feira (05), 18 h
Local: Biblioteca dos Barris: Sala Alexandre Robatto e Galeria Pierre Verger
Entrada franca

PROGRAMAÇÃO
18h: A partir das 18h, Fábio Mandingo autografa o livro Muito Como um Rei (R$20)
19h: Mostra de curtas Vera Lopes
:: O Dia que Dorival Encarou a Guarda,  de Zé Pedro e Jorge Furtado (18')
:: Brasil, Eterno Quilombo, de Julio Ferreira (Doc-15')
:: Antes que Chova,  de Daniel Marvel (17')

* Vídeo da Ouriçado com presença de Leno Sacramento
20h: Poetas do Sarau Bem Black + Zinho Trindade + Microfone aberto

Arquivo do blog