Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Pegar buzu na Rua Chile é uma aventura






Passageiros, rodoviários e comerciantes que circulam pelo terminal de ônibus da Rua Chile, no Centro Histórico de Salvador, estão se mobilizando para reivindicar da Polícia Militar o retorno da base móvel que ficava estacionada durante todo o dia no local. “Há mais de um ano o policiamento foi retirado e nós ficamos aqui entregues à própria sorte, sem qualquer segurança. Os assaltos são constantes, vários por dia, e não temos a quem apelar”, denunciou uma funcionária pública que não quis se identificar.
Um abaixo-assinado com centenas de adesões revela essa insatisfação. O documento será entregue no início da próxima semana ao Comando do Policiamento do Centro Histórico, reivindicando policiamento ostensivo no terminal da Rua Chile. Além disso, uma manifestação de rua, com interrupção do tráfego para chamar atenção das autoridades da área de Segurança Pública, também está sendo organizada para este mês de julho.
Um rodoviário acrescenta que a presença de marginais tem crescido assustadoramente: “Esta semana uma mulher, provavelmente usuária de crack, esfaqueou uma senhora pra roubar a bolsa e o celular. Graças a Deus ela não morreu, mas foi por pouco, em plena luz do dia”.

Abandono


A servidora pública Mônica Dias chama atenção para o grande número de turistas que circulam pelo terminal, o que atrai ainda mais os marginais: “Muitas linhas de ônibus aqui vêm do aeroporto. O dia todo chegam pessoas com bagagens, máquinas fotográficas, celulares de última geração, dólares, euros....ficam perdidas procurando informações sobre hotéis, restaurantes, pontos turísticos, o que estimula a presença de ladrões. O assédio é assustador e os assaltos são diários”.
Ela conta que os marginais aproveitam a falta de segurança e os momentos de maior movimento para assaltar, fugindo para a Barroquinha, Ladeira da Praça ou Ladeira da Montanha. A servidora argumenta que a presença de policiais inibe a ação dos delinquentes e aumenta a sensação de segurança dos que frequentam e trabalham na área da Rua Chile, a exemplo do que acontece nas praças Castro Alves, da Sé e Terreiro de Jesus, que contam com policiamento ostensivo.




No abaixo-assinado os frequentadores do terminal protestam: “É inadmissível o abandono a que estamos relegados, pois o terminal é visado por ladrões pela presença constante de turistas que visitam o Centro Histórico, além de servidores públicos e estudantes. Exigimos respeito, pois somos cidadãos cumpridores dos nossos deveres e não queremos engrossar as estatísticas de violência da nossa cidade. Contamos com a sensibilidade da Polícia Militar e da SSP-BA, para que seja restabelecida, com urgência, a segurança no terminal”.

3 comentários:

Mônica Bichara disse...

http://noticiacapital.com.br/noticias1.asp?cod=24310

Mônica disse...

http://www.bocaonews.com.br/noticias/policia/cidades/148552,rua-chile-populares-denunciam-insegurana-e-pedem-retorno-de-base-da-pm.html

Mônica disse...

http://informa1.com.br/?p=21333

Arquivo do blog