Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Esperanza em português

A americana Esperanza Spalding arrasa como cantora e baixista (baixo acústico) e ainda canta também em português e espanhol. Confira nos vídeos ela cantando “Ponta de Areia”, de Fernando Brant e Milton Nascimento, e “Samba em Prelúdio”, de Vinícius de Morais e Baden Powell (pena que o pessoal da Assembléia Legislativa da Bahia, onde temos muitos pilheiros, está impedido de ver vídeos yotube e afins, o que acho um absurdo).

Foi Borega (Matita Perê, pilheiro) quem me apresentou a artista, quando a gente comentava sobre o fato de que o Pilha também é cultura. Ele então me mostrou a moça cantando e avaliamos que seria interessante apresentá-la aqui para quem ainda não a conhece .

A precoce garota novaiorquina se destaca num ambiente essencialmente masculino que é o do Jazz, tendo começado no baixo aos 15 anos. Depois de três anos tornou-se a professora mais jovem de toda a história da Berklee, em Boston, considerada a maior escola de música do mundo. Aos 23, já tocou com Pat Metheny e Joe Lovano. Esperanza canta e toca baixo, o que exige enorme esforço e talento, e ainda compõe.

Agora é com você Borega. Fale mais sobre Esperanza.



video



video

6 comentários:

Borega disse...

Joaninha, você já disse tudo :)

Vou passar a bola pra Paulo Bina e digo o porquê:

Eu, que descobri recentemente o talento dessa baixista, achei que poderia "apresentar" Esperanza a Paulo Bina, como ele já fez inúmeras vezes, me mostrando boas novidades musicais (com exceção de um tal de Nestrovski, né Mokofaya?).

Qual nada! Ao som da primeira frase de "Ponta de Areia", o cara me detonou (com sobrenome dito em inglês de inglês): - Esperanza Spalding!

Fala aí, Cabeça!

Bina disse...

Boreguinha querido.
Não tenho o seu ouvido absoluto (joaogilbertiano), mas talvez ganhe em curiosidade. Quem não tem o "dom" pode ou deve cultivar o bom gosto e fuçar.
A menina é craque de bola e joga nas 11, cantando, tocando e compondo. Já tinha baixado esse disco "brasileiro" da Esperanza (linda de morrer e com um nome duca) nos blogs – Musicadaboa umquetenha e outros menos votados –
e gostei. Sem muito enfeite ela faz um som já com assinatura que mistura jazz, bossa e a deliciosa música mineira. Não posso é julgar a qualidade do contrabaixo, aliás o instrumento do Borega, mas, dava venia, agradou muito.
Depois da reprimenda que sofri só porque gostei do Nestrovski tocando Jobim do jeito que Jobim arranjou suas composições ("qualquer um, até eu toca assim",e eu estou traumatizado e perseguido por Moca e Délio, viu seu Borega,) pensei muito antes de emitir opinião. E fui contido.

Joana D'Arck disse...

Bina, o Pilha conta com o seu dom de fuçar para apresentar aqui umas novidades, menos esse tal Nestrovski (rsrs). Sinceramente, ser perseguido por Moca e Délio é a treva!

Arapinga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
leabrasil disse...

Joaninha, adorei, a garota é um arraso, que voz e cantando muito bem em Português.
Valeu, Borega!
Beijo.

Mônica Bichara disse...

Muito boa mesmo, um achado. manda mais dicas desse naipe

Arquivo do blog