Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

domingo, 7 de março de 2010

Bebum sim, burro não!

Ricardo Serrano (1ª foto ao lado) chega ao Bar de Bahia com a última informação sobre Arapinga:

_ O cara foi ao médico e o Doutor, apertando o abdômem de um lado a outro, foi firme na altura do fígado e vendo a cara feia dele, perguntou:

- O Sr. Bebe?

E Arakem:

- Aceito.


Ouvindo isso, Deta se lembrou de um episódio com Jadson. Em recente exame de rotina e preparatória para nova viagem, agora para Trinidad e Tobago , o médico perguntou:

- O Sr. Fuma?

-Fumo.

- Precisa parar de fumar.

Na saída, Deta pergunta:

-Por que você mentiu dizendo que fuma?

-Se eu dissesse que não, ele iria perguntar se eu bebo.


Zé Sinva também conta outra tirada, desta vez, envolvendo Manoel Porto, o papparazi mais fotografado do Pilha pura ( olha ele aí de chapéu, num dos nossos clics):

- Quantas cervejas o Sr. Bebe?

-Depende do papo.


2 comentários:

Carmela disse...

Um turma prá lá de criativa. Muito bom mesmo.

Jadson disse...

Vai uma também de bebum e médico: o doutor recomendou ao paciente deixar a bebida, mas o cara insistiu, o doutor se mostrou inflexível: não, não dá mais, o fígado já foi maltratado demais.
O bebedor tentou uma saída, uma última chance prá não deixar a "marvada": doutor, pelo menos uma antes do banho.
O médico, penalizado, cedeu: bem, vá lá, uma só antes do banho.
O rapaz, que poderia ser algum dos nossos queridos companheiros de copo, são muitos, saiu do consultório aliviado.
Simplesmente, passou a tomar vários banhos diariamente.
Para quem o alertava da temeridade, ele respondia, eufórico: "Não, antes do banho, o doutor autorizou".
Agora, um fato acontecido:
Nosso Chico Buarque contou numa entrevista que a revista Veja tinha publicado que ele fez análise durante seis anos e conseguiu finalmente deixar a bebida alcoólica. E arrematou: "A Veja precisa investigar melhor, eu não fiz análise durante seis anos e não deixei a bebida".

Arquivo do blog