Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

AH... O AMOR


Ai como é bom voltar a experimentar as curvas radicais da montanha russa. Foi assim que me senti assistindo "Ah...o amor". O titulo é assim mesmo, mas como ainda não tinha informações sobre o filme, uma das minhas amigas prediletas, mas extremamente discreta e que detesta ser citada, que me convidou para ver a película (isto é a cara de André Setaro) e me falou assim;
- Jô! Vamos ao cinema, lá no shopping Paseo. Quer ir?
-Tá, mas para assistir que filme? Perguntei já animada.
-Ah...o amor.
-Como ?
- Não é  AO AMOR, mas AAAAAAAAH... O AMOR.
-Título esquisito, mas topo. Disse achando estranho, assim como "Tomates verdes fritos", cuja exibição foi prejudicada no Brasil por causa dessa versão esdrúxula, já que isso de tomate verdes fritos não quer dizer nada para nós.
-É uma comédia romântica italiana.
- Tá, vamos lá.

Fiquei animada . Adoro comédias românticas, mas detesto os pastelões americanos. Só que a minha amiga é criteriosa e de bom gosto ( nem adianta que não digo o nome dela, porque ela detesta mesmo aparecer em blogs, google e coisas e tais... Acho até que ela tem razão, porque assim não teve a foto roubada por outra pessoa em perfil do twitter e não ouviu a afilhada torcedora do Bahia gritar com ar de vingança: "Dinda,  vi você no google vestida com a camisa do Bahêa!).



O fato é que saí do cinema com ar de realizada. 
Vi uma "película" super gostosa, vivi uma aventura de emoções (sentimental eu sou!).  
O filme só tem fera, a história é bacana, o ritmo é radical, como descer a montanha russa, porque a gente chora e ri, chora e ri ao mesmo tempo.
Valeu amiga oculta!


SINOPSE (do site UOL)
O filme começa onde a maioria das comédias românticas termina: diversos casais se beijam e trocam juras de amor eterno. Mas viverão felizes para sempre? Vamos acompanhar a vida de seis casais, que acabaram se entrelaçando: Filippo (Vincenzo Salemme) e Caterina (Nancy Brilli), no meio de um divórcio, lutam para “não” ganhar a custódia de seus filhos; Luca (Silvio Orlando) que está se divorciando de Loredana (Carla Signoris), vai parar no apartamento de seu filho estudante, determinado a ser jovem e sexy aos 50 anos; Sergio (Claudio Bisio) enfrenta a complicada situação de suas duas filhas adolescentes, após a morte imprevista da sua ex-mulher; Elisa (Claudia Gerini) está para se casar com Corrado (Gianmarco Tognazzi), quando se depara com seu ex onde menos se espera: como o novo padre (Angelo Infanti) que vai celebrar seu casamento. Tudo isto ocorre entre um Natal e o Dia dos Namorados, entre Roma, Paris e a Nova Zelândia, num carrossel de risadas e paixões.


FICHA TÉCNICA (do site UOL)

Diretor: Fausto Brizzi
Elenco: Claudio Bisio, Nancy Brilli, Cristiana Capotondi, Cécile Cassel, Fabio de Luigi, Alessandro Gassman, Claudia Gerini, Flavio Insinna, Silvio Orlando, Martina Pinto, Carla Signoris, Gian Marco Tognazzi, Giorgia Würth, Malik Zidi.
Produção: Fulvio Lusciano, Federica Lusciano
Roteiro: Fausto Brizzi, Massimiliano Bruno, Marco Martani
Fotografia: Marcello Montarsi
Trilha Sonora: Bruno Zambrini
Duração: 120 min.
Ano: 2009
País: Itália
Gênero: Comédia Romântica
Cor: Colorido
Distribuidora: Art Films/ Serendip Filmes
Estúdio: Italian International Film / Italian International Film / Mes Films / Paradis Films / Rai Cinema
Classificação: 14 anos

Nenhum comentário:

Arquivo do blog