Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

terça-feira, 26 de abril de 2011

"Não falo com quem não garante as calças que veste"

Até as rampas para pessoas com mobilidade reduzida foram destruídas




Barraca Sol de Ipitanga antes de ser destruída








Cláudio Silva e o dep Rosemberg




















Ironia???????????????






Moema e a vereadora Marta Rodrigues



A prefeita Moema Gramacho é mesmo do balacobaco. Quem esteve hoje (26) de manhã em Ipitanga, acompanhando a operação de derrubada das barracas pelos tratores da prefeitura de Salvador, que nunca colocou um tostão no bairro administrado por Lauro de Freitas, ouviu quando ela deu um chega prá lá no superintendente da Sucom, Cláudio Silva. "Não falo com vc. Não falo com preposto que que não garante as calças que veste. Cadê o prefeito que não está aqui?", bradou e deu as costas.


Ela madrugou na praia liderando mais uma resistência, desta vez para impedir a derrubada de uma barraca, a Sol de Ipitanga, que fica visivelmente fora do limite oficial das duas cidades, portanto salva do litígio. Moema acusava a prefeitura de Salvador de ter rompido um acordo feito na quarta-feira passada, na presença do juiz Carlos D´Ávila (autor da ação de execução da retirada das barracas), de preservar a alvenaria das barracas para não danificar a calçada nem impedir o acesso das pesoas à praia. "Até as rampas para portadores de deficiência foram destruídas. E foi a prefeitura de lauro de Freitas que construiu, com recurso federal", protestou.

Presente em Ipitanga os deputados Rosemberg e Joseildo, a vereadora Marta Rodrigues (de Salvador), vereadores de Lauro, secretários como Ápio Vinagre e Mara Campos, moradores...todos indignados com a destruição dos acessos à praia.


No final, alívio só para o barraqueiro Edmilson, da barraca Sol de Ipitanga, que graças à interferência do governador Wagner junto ao prefeito João Henrique, a pedido de Moema, foi excluído da ordem judicial. "Valeu à pena acreditar nela (Moema) e não desmontar a barraca. Estou aqui há 8 anos", comemorou.


ATT: Reviravolta em Ipitanga. Acabo de receber (às 10h30) a informação de que apesar da decisão de manter a barraca, PF e PM cercaram tudo e mandaram a prefeita sair, começando a retirar os pertences para demolir tudo. "Isso é pior do que a ditadura", reage a prefeita Moema, segundo o amigo e jornalista Rogério Borges, o Marujo. Até spray de pimenta a polícia jogou para dispersar as pessoas que ajudavam a impedir a destruição da barraca. VERGONHA

Um comentário:

Joana D'Arck disse...

Isto está ficando além do absurdo. Moema tem mais é que bradar e resistir a tanto desmando, descaso e incompetência da Prefeitura vizinha. Boa cobertura, Mônica. Arrasou de novo. Assim vou ter que aumentar o seu milhionário salário, porque estou achando que a concorrência já está de olho na nossa âncora, reproduzindo fotos e matérias desse caso.

Arquivo do blog