Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Ao letrista, a palavra

(Para Joaninha, Bina, Araken e Luciano)


Dori Caymmi é o mais baiano dos filhos de Dorival. Nascido e criado no Rio de Janeiro, arranjou temas e canções de Tom Jobim com apenas 20 anos de idade, tornou-se grande como os mestres Jobim, Eumir Deodato e Luiz Eça e, por isso, conquistou o mundo.

O que quero registrar aqui vai além da influência de sua música para milhares de músicos. É sobre a ética de Dori Caymmi, que é proporcional à sua genialidade musical. Promessa pra ele é no fio do bigode.

Seu compromisso é com a arte e com a beleza. E Dori dividiu parcerias com Paulo César Pinheiro sem dele cobrar prazo para conclusão das letras – o tempo do poeta é o tempo da arte. Porém, o filho de Dorival registrou em CDs todas as parcerias entre eles, garantindo o quinhãozinho de direito autoral do parceiro nas gravações que apareceram como instrumental.

Seu último CD, Mundo de Dentro, apresenta as letras de Paulo sobre as melodias que conheço há mais de quinze anos. Que maravilha! Dori, para privilegiar as canções e esse momento, fez um disco mais com a marca dos violões e da sua voz grave. Tem Edu Lobo cantando um frevo, lançado em 1992; tem a faixa-título, cuja autoria tem também a “mão” de Danilo Caymmi, com a participação de Renato Braz.

Das 13 canções do CD, apenas uma, Fora de Hora, traz outra parceria na letra. Sacanagem se a exceção não fosse escrita por Chico Buarque sob um tema de Dori feito para o filme Lara (2003. Direção de Ana Maria Magalhães).

Do Mundo de Dentro, o portal do jornalista Luis Nassif na internet destacou a canção Rio Amazonas – leia a postagem, escute as versões sem letra e com letra, e assista a interpretação de Dori, Zé Renato e Renato Braz aqui.

3 comentários:

Araken disse...

Se falassem que a musica era de Borega e Luciano estaria perfeitamente correto

Joana D'Arck disse...

Eu também sou tiete do Matita. Tenho que concordar com Araka.

Luciano disse...

Como diria Dori, "Laboreguel, Laboreguel!!!"

Arquivo do blog