Quem somos

Quem somos
O blog de Joana D'Arck e pilheiros

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Glauber Rocha, esse vulcão, por Joca

Ninguém melhor do que Joca (João Carlos Teixeira Gomes) pra falar de Glauber Rocha, sobre quem se poderia alinhar uma infinidade de predicados, a começar por genial até desembocar em controverso.

"Esse vulcão" é do título da biografia sobre o afamado cineasta baiano/brasileiro/do mundo, da lavra de Joca, professor, escritor e notável especialmente como jornalista, aquele editor-chefe do Jornal da Bahia nos difíceis tempos de "Não deixe esta chama se apagar", comandou uma equipe que desafiou o poder quase ilimitado, auge da ditadura militar, do déspota da província da Bahia, o ACM, Antonio Carlos Magalhães.

(Outro dia eu estava espiando a placa de inauguração daquele restaurante de 1 real, lá no Comércio, menciona o "governador" de então César Borges e registra a participação no ato inaugural do "ex-presidente do Congresso Nacional, Dr. Antonio Carlos Magalhães", que coisa, hein!?).

Pois é, Joca vai falar em sessão especial da Assembleia Legislativa sobre Glauber, nesta quinta-feira, dia 20, a partir das 15 horas.

Joca não é um simples biógrafo do autor do espetacular Deus e o Diabo na Terra do Sol. Foram amigos, tiveram larga convivência na adolescência/juventude, anos 50 (ou 60?), estudaram juntos no Colégio Central, brilharam juntos na chamada Geração Mapa, movimento cultural da época, em companhia de gente não menos brilhante, como o escritor João Ubaldo Ribeiro e o poeta Fernando Peres (este último e Joca foram meus professores na Faculdade de Comunicação, anos 70).

A companheira Olivinha, amiga de Joca, por certo estará lá nos recepcionando.

Um comentário:

Simoa Borba disse...

Lembrando que a sessão especial é de autoria do Deputado Alvaro Gomes, que faz homenagem aos 30 anos de morte de Glauber.

Arquivo do blog